‘Vi um trampo‘: projeto digital conecta vagas a quem está em busca de um emprego - São Paulo São

Viu um trampo? Poste com a hashtag #viumtrampo Viu um trampo? Poste com a hashtag #viumtrampo

O Brasil registra hoje 14 milhões de desempregados, segundo números divulgados pelo IBGE. Nas ruas, em qualquer lugar do país, alguém conhece outro alguém que esteja em busca de emprego. Diante desse cenário, surgiu o Vi um Trampo, projeto que conecta vagas a pessoas que estão em busca de uma oportunidade de trabalho.

De lojas, restaurantes e salões de beleza a startups e multinacionais, há sim a oferta de empregos. Porém, muitas vezes, essas oportunidades ficam escondidas, sem chegar a quem realmente procura. O publicitário José Celso de Oliveira, sempre via cartazes de emprego em lojas e restaurantes na região do seu trabalho, no centro de São Paulo.

Foi assim que nasceu a ideia do ‘Vi um trampo’, um projeto pessoal do publicitário, que enxergou no formato de rede coletiva a solução para essa falta de conexão. Por meio do Instagram (instagram.com/viumtrampo) o projeto compartilha fotos de vagas de todos os níveis e profissões, e funciona de forma colaborativa. Todo o conteúdo postado com a hashtag #viumtrampo ou recebido por email é compartilhado no perfil.

"A plaquinha fica sempre no canto, escondida. Com tanta gente procurando emprego, quantos vão ver um cartaz desses na rua?", afirma.

Em SP, Rua Domingos de Moraes, 2234 via @estudiofainhand Em SP, Rua Domingos de Moraes, 2234 via @estudiofainhand “A ideia é alcançar o maior número de pessoas seguindo e enviando vagas para tentar fazer essa plaquinha realmente encontrar alguém que precise”, diz o idealizador do projeto. Já são mais de duzentas oportunidades recebidas e postadas e mensagens de pessoas que já conseguiram voltar a trabalhar com a ajuda do projeto.

Os seus seguidores colaboram, em média, enviando três anúncios por dia no seu e-mail, e Oliveira procura cartazes na rua durante seu intervalo de almoço. Quem quiser contribuir também pode postar fotos com a hashtag #viumtrampo com o endereço ou nome da empresa.

Ele já recebeu relatos de quem conseguiu trabalho acompanhando a conta. "Já fiquei desempregado, sei como é difícil. Se consegui ajudar uma pessoa com esse trabalho, já está ótimo. Fico feliz, emocionado mesmo."

A página publica também anúncios de outras cidades, especialmente Belo Horizonte (MG), onde morava Oliveira —ele está em São Paulo há três anos.

***
Da redação com informações Vi um trampo.