3 startups com soluções inovadoras e de impacto social para a mobilidade são premiadas pelo Ford Fund - São Paulo São

O Ford Fund, braço filantrópico da Ford, e a Artemisia, organização pioneira no fomento de negócios de impacto social no Brasil, anunciaram, na última quinta-feira (1), durante a Campus Party Brasil 2018, os três negócios que irão receber o capital semente no programa Ford Fund Lab: Inovação e Mobilidade. As startups Garatéa, Onboard Mobility e UBRA foram selecionadas como destaques do programa com base em critérios que enfatizam o propósito social da parceria, como modelo de negócio e potencial de impacto social.

O programa avaliou mais de 150 startups, oriundas de todas as regiões brasileiras, sendo 20 delas selecionadas para participar de um processo de aceleração de curto prazo. Desses 20 negócios, três foram selecionados para receber o capital semente de US$ 6.600,00 do Ford Fund e aprimorarem ainda mais suas soluções.

“Ao olharmos a realidade do Brasil, as dificuldades de acesso afetam, principalmente, a população de baixa renda. O Ford Fund Lab é um exemplo do poder da união de diferentes atores sociais, uma vez que amplia o impacto dessas startups, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida de milhares de brasileiros”, disse Roberta Madke, gerente de Relações Corporativas e Responsabilidade Social da Ford América do Sul.

Os três negócios selecionados se destacaram pelo alto potencial de impacto social. “As startup apresentaram soluções para problemas latentes enfrentados por pessoas de baixa renda quando o assunto é mobilidade e estão construindo modelos de negócios consistentes. Vimos o alto potencial de impactarem positivamente o dia a dia de uma grande parcela da população”, disse Paula Sato, gerente de Conhecimento & Inovação da Artemisia.

Conheça os ganhadores:

UBRA

Ubra funciona a partir de uma garagem na Brasilândia, em São Paulo. Foto: Felipe Souza / BBC Brasil .Ubra funciona a partir de uma garagem na Brasilândia, em São Paulo. Foto: Felipe Souza / BBC Brasil .

A comunidade da Brasilândia, em São Paulo, enfrenta a falta de oferta de transporte privado na região, já que os serviços tradicionais muitas vezes se recusam a circular dentro de algumas áreas da cidade. Foi observando isso que Alvimar Silva, junto a alguns amigos, criou a UBRA, plataforma de transporte que atende as periferias e as regiões que são consideradas de risco por outros aplicativos. A iniciativa – que trabalha com uma taxa competitiva, em comparação a outros aplicativos similares – também oferece a opção de corridas compartilhadas, o que otimiza as locomoções de um ponto a outro. Com isso, os moradores passaram a ter mais mobilidade, conforto e segurança para se deslocarem em qualquer horário do dia.

Onboard Mobility

Startup OnBoard Mobility fica alocada no MobiLab, em São Paulo. Fonte: OnBoard Mobility.Startup OnBoard Mobility fica alocada no MobiLab, em São Paulo. Fonte: OnBoard Mobility.Em uma cidade grande, para ir de um ponto a outro no dia a dia, quantos deslocamentos são necessários fazer? O empreendedor Luiz Renato criou uma solução com duas grandes vantagens para o cidadão: integrar diferentes modais e serviços de transporte urbano e o pagamento de créditos por meio de um só aplicativo de celular. Foi assim que surgiu a Onboard Mobility, ferramenta que pretende ser o mais seguro sistema de recarga e otimização de transporte do Brasil. Com a facilidade na recarga via app, é possível otimizar o tempo de deslocamento, além de evitar possíveis dificuldades de recarga nos pontos físicos da rede pública.

Garatéa

O principal objetivo é aumentar a chance de sobrevivência de vítimas que esperam pelo atendimento do SAMU ou do Resgate.Foto: Getty Image.O principal objetivo é aumentar a chance de sobrevivência de vítimas que esperam pelo atendimento do SAMU ou do Resgate.Foto: Getty Image.Imagine quantas vidas podem ser salvas com uma corrente do bem, em que pessoas podem ajudar umas às outras enquanto os primeiros socorros estão a caminho. A organização Garatéa, criada por Alexandre Lima, Caio Poli e Iani Zeigerman, surgiu com o propósito de agilizar o atendimento em situações de urgência – principalmente em regiões de difícil acesso, onde os serviços demoram mais para chegar – ao conectar os serviços de emergência a uma rede de profissionais que pode auxiliar na prestação dos primeiros socorros. Enquanto a ambulância se desloca até o local, o respondente pode atuar para diminuir o tempo de espera, qualificar as informações de atendimento e aumentar as chances de sobrevivência das vítimas.

***
Por Mayra Rosa do Ciclo Vivo.