Colunistas - São Paulo São

São Paulo São Colunistas

Ao ler a matéria de Otávio Janecke, publicitário que se tornou galã plus size e que, a princípio, se incomodou com a indagação se queria ser fotografado, por achar que havia sido chamado de gordo, lembrei de minha estreia – primeira e única – como fofa posando para foto de moda.

Houve um tempo em que era comum ver pessoas utilizando as viagens de ônibus para leitura de livros, revistas, gibis ou até de catálogos de venda direta.

Chamei meu irmão, ambulância e minha mãe foi para UTI com quadro grave de infecção. Não se alimentava bem há 15 dias, só com suplementos alimentares. O médico nos aconselhou a preparar tudo para o final. Isto foi há três anos e três meses. Ela ficou no hospital durante um ano e meio, com quadro de demência senil se acentuando cada vez mais. Minha mãe estava partindo. Ela deixava de ser aquela mulher forte, inteligente, alegre, vaidosa e querida.

Estive no Rio de Janeiro a trabalho, e usei transporte coletivo. Para ir do Leblon à Barra, o Metrô é a melhor opção. Da estação Antero de Quental até a Jardim Oceânico, são entre 15 a 20 minutos de absoluta tranquilidade.