Colunistas - São Paulo São

São Paulo São Colunistas

São Paulo é sisuda. Coisa de cidade grande, meio absurda, onde o anonimato dá chance a tudo e, ao mesmo tempo, tolhe as emoções que queiram transbordar.

A situação política do Brasil está escancarada, e não é de hoje. Diante das tramoias que envolvem as principais instâncias de poder público; parte dos empresários, a grande mídia, alguns partidos e os seus representantes; a população tudo acompanha em clima de final de jogo de futebol.

“Às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido”. Os versos de Fernando Pessoa até parecem ter sido escritos para quem pedala e sente o soprar no rosto. Portugal é o país onde escolhi viver com a minha família há pouco mais de dois meses. E a bike, claro, não podia estar de fora desta nova etapa da vida. Procurar apartamento, resolver papeladas, colocar o filho na escola e, óbvio, comprar para todos a nova parceira de descobertas por ruas, vielas e passadiços nunca dantes pedalados por nós...

Nos últimos anos, uma série de operações policiais tem jogado luz sobre uma considerável parcela das classes política e empresarial brasileiras. As centenas  de representantes da elite econômica do país que vem estampando manchetes e monopolizando os telejornais não apenas têm tido exposta sua condição criminosa como também escancarada a mediocridade de suas respectivas existências.