Sobre resiliência, sustentabilidade, propósito e valores - São Paulo São

User Rating: 0 / 5


Muito se discute sobre a formação de lideranças para o mundo corporativo. Centenas de artigos pipocam nas redes e nas revistas especializadas todos os dias.

Porém, não vi, e me perdoem se estiver errado, qualquer menção aos líderes naturais que florescem em comunidades ao redor do globo, cuja experiência de liderança intrínseca pode contribuir de forma efetiva para  o aprendizado.

Recentemente conheci um senhor que luta há anos para transformar uma área da periferia de São Paulo em parque ecológico, um dos muitos ganhos que o seu movimento trouxe para comunidade foi a educação ambiental. Os resultados disso poderão ser observados e medidos ao longo do tempo, disse ele. Contudo, envolver a comunidade no projeto é o resultado de muita paciência e a certeza de estar fazendo a coisa certa.

"- Foram muitos anos de trabalho, alguns de forma solitária, mas, depois, as pessoas começaram a chegar."

Quando perguntei qual a sua motivação, respondeu muito rapidamente:

"- O benefício de um futuro melhor pra todo mundo, nunca poderia deixar de fazer isso, eu comecei a trabalhar com sete anos. Fiz e vi muita coisa pelo Brasil. Agora todas as coisas são diferentes, mas, mesmo assim eu faço questão de levar todas as crianças da comunidade no parque e explicar tudo o que eu posso, porque daqui a pouco eu posso morrer, não vou estar mais aqui, mas, o parque precisa continuar."

A conversa não se prolongou muito, mas me chamou atenção o fato de em pouco tempo identificar questões básicas.

A primeira delas é a resiliência, a segunda, a sustentabilidade, e a terceira é o propósito, para ficar apenas em três.

Considero importante lembrar que o desgaste dessas palavras pelo massacre midiático e pelos mecanismos do marketing, muitas vezes criam uma abismo entre o nosso entendimento e os verdadeiros significados.

Resiliência vem da física, passou a ser usada pela psicologia na década de 70. Hoje tem sido amplamente difundida através de disciplinas do desenvolvimento humano, como o Coaching.

Na definição do dicionário, resiliência é a propriedade que alguns corpos apresentam de retomar a forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica. Pode ser usada também para definir a capacidade de se recuperar facilmente ou se adaptar a má sorte e às mudanças.

Por que essa palavra é tão presente?

As chuvas e as tempestades são cada vez mais frequentes, e a resiliência é a capacidade de sobreviver e se fortalecer a cada intempérie

Mas como ser, e ou manter-se resiliente?

A lição que podemos extrair da história acima é a clareza de objetivo. Uma liderança precisa antes de qualquer coisa ter muita certeza sobre si mesma.

E principalmente ter um propósito forte, ou seja, um desejo de alcançar algo com paixão. O desejo, e a paixão contaminam fortalecendo a determinação da conquista.

O conceito da sustentabilidade é indissociável do homem  contemporâneo.

Voltando ao dicionário; sustentável é um substantivo derivado do verbo transitivo sustentar, significa manter o equilíbrio, evitar a queda, apoiar, aguentar, segurar por baixo, auxiliar, amparar, impedir que alguma coisa caia, etc.

O princípio básico da liderança é o conceito da sustentabilidade, seu maior desafio é conjugar o verbo sustentar como a equação possível para criar resultados em qualquer área, a curto, médio e longo prazos.

Pensamento a longo prazo é vital para a qualquer iniciativa, o personagem acima tem isso muito claro, entende que a transmissão dos seus conhecimentos é vital para uma maior permanência da sua óbra. E a base deste entendimento está ao significado de outra palavra, sobre a qual ainda não falei. Trata-se da palavra valor.

Porém, se você estiver interessado em saber o significado, eu quero te propor um desafio, o que você acha de começar descrevendo quais são os seus principais valores?

***

Adi Leite é coach, jornalista e fotógrafo.