Conheça o Edifício Altino Arantes, prédio do antigo Banespa - São Paulo São

Banco do Estado de São Paulo SA no final da década de 1930 passava por um período de grande expansão e sua Diretoria planejava transferir-se para um edifício mais condizente com as dimensões alcançadas pela Empresa.

A Diretoria então adquire um terreno na Praça Ramos de Azevedo, em frente ao Teatro Municipal de São Paulo, onde constrói seu edifício-sede (hoje Loja Casas Bahia). No entanto, sua localização era distante do centro bancário da cidade, compreendido pelo triângulo formado pelas ruas São Bento, Quinze de Novembro, Direita e adjacências.

A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo possuía o Edifício João Brícola, na Rua João Brícola. Entrando em entendimentos - Irmandade e Diretoria do Banco permutam os prédios. A Diretoria do Banco adquire mais três prédios na Rua Boa Vista. Todos são demolidos e inicia-se a construção do Edifício-Sede, no remate da Avenida São João, na confluência da Praça Antônio Prado com a Rua João Brícola e com saída para a Rua Boa Vista.

Projetada em 1939 por Plínio Botelho do Amaral e construída pela empresa Camargo & Mesquita, a obra levou oito anos até ser inaugurada em 27 de junho de 1947.

Edifício Altino Arantes (Banespa) em construção na primeira metade da década de 40. Foto: Pinterest.Edifício Altino Arantes (Banespa) em construção na primeira metade da década de 40. Foto: Pinterest.
Com 161 metros de altura, foi o prédio mais alto do país por cerca de duas décadas. Erguido em concreto armado, com 35 andares e 14 elevadores, alguns andares são muito suntuosos, como o saguão com elementos no piso em granito polido e bronze, e paredes revestidas em mármore. O quinto andar, usado para abrigar a presidência e diretorias, foi todo revestido em madeira jacarandá paulista, executada pelo Liceu de Artes e Ofícios. Em 1960, o edifício sede passou a se chamar Edifício Altino Arantes, em homenagem ao presidente do Banco Banespa entre os anos de 1926 e 1930.
Em 1946, o Banespa anunciava a mudança para sua nova sede. Em 1946, o Banespa anunciava a mudança para sua nova sede.

Com mais de meio século, o edifício teve poucas alterações externas: passou por limpezas, recomposição de trechos da fachada, ganhou nova iluminação e a instalação do logotipo luminoso no alto da torre.

Seu interior, ao contrário da parte externa, sofreu várias alterações que exigiram, no ano de 1990, a intervenção do Museu Banespa, com a elaboração do Projeto de Preservação do Patrimônio Histórico, Arquitetônico e Artístico do Banespa, tombando algumas áreas do edifício. O objetivo do tombamento é de preservar a memória cultural da história do Banespa e evitar futuras reformas ou modificações que venham a implicar na alteração das características originais do edifício. No ano de 2000 o Banespa foi privatizado, sendo vendido ao Banco Santander.

O nome do edifício


Altino Arantes Marques nasceu em Batatais, Interior do Estado, a 29 de setembro de 1876. Formado pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, iniciou na carreira política como deputado federal em altino arantes 150x225altino arantes 150x2251906, ocupando o cargo por quatro legislaturas.

Primeiro Presidente brasileiro do hoje extinto Banco do Estado de São Paulo (Banespa), fundado em 1909, e que foi comandado por acionistas franceses até sua gestão, também ocupou o cargo de décimo Governador do Estado de São Paulo entre 1916 e 1920. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e presidente da Academia Paulista de Letras. Combateu ao lado dos paulistas durante a Revolução de 1932, sendo exilado em Portugal após a derrota dos rebeldes, voltando ao Brasil em 1934.

Membro da Constituinte de 1945 e candidato a vice-presidência da República em 1950, morreu na Capital, a 05 de julho de 1965, aos 89 anos.

***
Moacir Assunção é mestre em História Social pela PUC-SP e autor de 12 livros. Atualmente é professor na Universidade São Judas Tadeu e assessor de gabinete no Tribunal de Contas do Município SP. Jornalista, trabalhou nos principais veículos da imprensa.