Ensaios - São Paulo São

São Paulo São Ensaios

Um refrão italiano diz que “uma andorinha sozinha não anuncia a primavera”. E duas? Provavelmente não, mas os refrões também podem estar equivocados e acontecem de ser sempre conservadores. Não sei se dois exemplos em um dia passado em São Paulo servem para desmentir um estereótipo, mas quis trazê-los para esta coluna como uma espécie de reivindicação paulistana.

Vivo em uma grande cidade no Brasil e utilizo o transporte público, mas sem muita comodidade e segurança. Para chegar até a estação do metrô ou ao ponto de ônibus, muitas vezes o corredor é lotado e parecemos um bando de pinguins marchadores ou ainda um monte de bois no confinamento indo para o abate. Sim, parece meio catastrófico, porém, o pior é que nos acostumamos com isso.

Um fenômeno muito positivo para a cidade, a apropriação cada vez maior dos espaços públicos pelas pessoas, acabou gerando conflitos entre os usuários e os moradores do entorno desses locais. Pelo menos dois casos emblemáticos dessa tensão estão ocorrendo hoje em São Paulo: a Praça do Pôr do Sol, no Alto de Pinheiros, na Zona Oeste, e da Praça Roosevelt, no Centro.