Lisboa, a Europa que fala a sua língua - São Paulo São

User Rating: 0 / 5

Vinho, bacalhau, fado, Cabral, navios, lenços, galinho de Barcelos, queijo da Serra da Estrela, alheiras, sardinhas, Roberto Leal, pastel de Belém, ora pois. São tantas referência que o Brasil tem dos nossos amigos lusitanos que conhecer Portugal deveria estar na lista de qualquer viajante brasileiro.

Eu gosto tanto da terrinha que acabei casando com um portugues e ano passado levamos as filhas pra conhecerem as origens. Foram 28 dias percorrendo o pequeno país de norte a sul, explorando monumentos conhecidos nas cidades do Porto, Aveiro, Obidos, guimarães e Coimbra. E também se aventurando em descobrir lugares incríveis como Piódão, Chacim, Macedo de Cavaleiros, Covilhã, Figueira da Foz, Leiria, Caldas da Rainha, Tomar, Valpaços e Ceia.

Mas hoje eu vou falar sobre Lisboa, que nos versos de Carlos do Carmo, é "menina e moça despida, da luz que os meus olhos vêm tão pura, cidade a ponto luz bordada, cidade mulher da minha vida".

Capital do país, Lisboa, é um museu a céu aberto, com prédios antigos enormes, calçadas largas, bondinho, grandes praças, estacionamentos subterrâneos e muita gente bonita. 

Avenida Liberdade no centro de Lisboa. Foto: Lisbon Lux.Avenida Liberdade no centro de Lisboa. Foto: Lisbon Lux.

Um roteiro que adorei fazer e que vai fazer você gastar uma boa sola de sapato e também poder apreciar demoradamente a paisagem é começar o passeio cedinho pela avenida Liberdade. Além de uma imensa avenida super arborizada que permite um passeio refrescante durante o verão de temperaturas altíssimas, é a rua das mais famosas lojas de grife do mundo. Lá estão Dolce & Gabbana, Burberry, Armani, Gucci, Louis Vuitton e Prada, além do luxuoso hotel Tivoli e da versão portuguesa do Hard Rock Café.

Descendo em direção à praça dos Restauradores, onde há um imenso obelisco inaugurado em 28 de abril de 1886, comemorativo à libertação do país do domínio espanhol em 1 de dezembro de 1640 o legal é entrar pelas ruazinhas repletas de lojinhas de suvenir e então chegar à rua Augusta, um calçadão repleto de restaurantes, lojas e cafés com mesinhas ao ar livre. Otimo para tomar um café e comer um pastel de Belém.

Olhando ao longe pela rua Augusta já dá pra ver o Arco da Praça do Comércio e você vai pensar que está em Paris. O arco triunfal é aberto ao público e oferece uma vista panorâmica em 360 graus da baixa Lisboa, em frente ao rio Tejo. Qualquer restaurante nesta praça é um ótimo lugar pra almoçar e deixar as crianças correrem livre pelo importante marco lisboeta, uma das maiores praças da Europa e, acreditem, uma praia, já que com as cheias do rio, por volta do ano 1100, o local vivia alagado.

Ginjinha, licor de ginja.Ginjinha, licor de ginja.Não dá pra visitar Lisboa também e não tomar uma Ginjinha, o famoso licor da ginja, uma frutinha parecida com a cereja, e que é servido com a fruta dentro do copo. A ginginha Espinheira, no Largo de São Domingos, foi fundada em 1840, e é caminho pra seguir para o hotel Mundial, um daqueles lugares incríveis que te faz pensar que viajou no tempo.

A cobertura do hotel oferece uma das mais lindas vistas da cidade e no fim do dia é inevitável ficar babando com o pôr-do-sol. O restaurante com imensos janelões também é um bom lugar pra jantar. Mas eu sugiro um outro bairro pra terminar a noite: o Bairro Alto.

Entre ruelas de paralelepipedos, aquelas luzinhas amarelas que aquecem a noite e muitos turistas, o Bairro Alto é um dos muitos lugares pra se ouvir fado, a tradicional música portuguesa, surgida no século XIX e que tornou-se Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade em 2011 pela UNESCO.

Minha dica é o Café Luso, que além de um delicioso jantar e de músicos virtuosos em guitarra portuguesa e viola conta com jovens e belos fadistas. E se você der a sorte que eu dei, ainda tem um show extra com o simpático "mestre de cerimônias", um dos responsáveis do salão, o fadista Sr. Filipe Acácio! 

Bem, Lisboa ainda nos brinda com passeios ao elevador Santa Justa, ao Mosteiro dos Jerônimos, ao Museu do Coche, à Torre de Belém, ao Monumento aos Descobridores, ao Castelo de São Jorge, à doceria dos pastéis de Belém, ao Davi da Buraca e tantas outras delícias. Então programe-se para colocar o pé na estrada e conhecer este encanto que é Portugal, a Europa que fala a sua língua.

Serviço

Passagens aéreas a partir de R$ 1.400 reais, vôos diretos pela Tap e Azul.

Café Luso - Travessa da Queimada, nº 10 - www.cafeluso.pt
Pasteis de Belém - Rua de Belém nº 84 a 92 - www.pasteisdebelem.pt

Você sabia...

* Que o costume de chamar as pessoas de Lisboa de 'alfacinhas' vem desde os tempos primitivos em que a cidade era conhecida pelo cultivo de alfaces?
* Que a estátua do Cristo Rei na margem esquerda do rio Tejo é uma cópia do Cristo Redentor do Rio de Janeiro com 100 metros de altura?
* A ponte Vasco da Gama foi inaugurada a 4 de Abril de 1998 e é a maior ponte da Europa, com 17,2km, sendo 10 deles sobre as águas do Tejo?

***
Por Rose de Almeida do MICE Business em parceria de conteúdo com o São Paulo São.