Deputados paulistas aprovam ‘Segunda sem Carne‘ em restaurantes, bares e refeitórios públicos - São Paulo São

Os deputados estaduais de São Paulo aprovaram na quarta-feira (27) um projeto de lei que estabelece a "Segunda sem Carne" em todos o estado. A proposta pretende restringir a venda de pratos com carne em restaurantes, bares e refeitórios públicos às segundas-feiras. 

De autoria do deputado Feliciano Filho (PSC), que é ligado à causa animal, o texto proíbe “o fornecimento de carnes e seus derivados às segundas-feiras, ainda que gratuitamente, nas escolas da rede pública de ensino e nos estabelecimentos que ofereçam refeição no âmbito dos órgãos públicos”.

A redação não deixa claro se a medida vale apenas carne vermelha ou se abrange também aves e peixes. Hospitais e unidades de saúde pública ficam isentas desta proibição.

O projeto também obriga restaurantes, lanchonetes e bares a fixar em local visível ao consumidor um “cardápio alternativo sem carne e seus derivados”. O texto prevê multa de 300 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesps) em caso de descumprimento (o que equivale, atualmente, a R$ 7.521).

“O reino vegetal é plenamente capaz de suprir as necessidades de uma população. Isso porque uma alimentação sem ingredientes de origem animal é ética, saudável e sustentável. Não se pode esquecer que, assim como nós, os demais animais querem ser livres e ter uma vida normal junto a membros da sua espécie”, argumenta o parlamentar.

Campanha internacional

Imagem: Meat Free Mondays.Imagem: Meat Free Mondays.A Campanha Meat Free Mondays (Segunda Sem Carne) é encabeçada por Paul McCartney no Reino Unido e alcança outros 44 países. O objetivo da mobilização é conscientizar as pessoas para uma alimentação com menor sofrimento animal e impactos negativos no planeta. 

***
Da Redação.


 



-->