RECOMENDADOS - São Paulo São

São Paulo São Recomenda

Quando Alice Brill chegou em São Paulo, em 1934, qualquer esperança no futuro parecia infundada. Sua Alemanha fora tomada pelos nazistas e a família, dispersa. De toda a destruição, contudo, restara uma arquitetura de beleza, infundida na menina de 14 anos pelo pai. Renomado por seus retratos, como o do cientista Albert Einstein, o pintor Erich cuidara de lhe mostrar as cores e as formas da arte.


O franco-suíço Jean-Luc Godard tem um pique invejável: sua vasta produção cinematográfica ultrapassa cem trabalhos. Prestes a completar 85 anos, em dezembro, o cineasta continua a criar - em 2015, por exemplo, lançou o elogiado "Adeus à Linguagem", seu primeiro longa em 3D. 
 
Na quarta (21), chega a São Paulo a "Retrospectiva Jean-Luc Cinéma Godard". Segundo o curador, Eugenio Puppo, esta é a maior mostra feita no mundo sobre o cineasta, com 125 obras exibidas - entre elas, longas, curtas-metragens, séries de TV, vídeo-cartas e até material publicitário feito por ele. "Levamos mais de dois anos para reunir os filmes", diz Puppo. "O Consulado da França só tinha a película de três longas; o resto veio mesmo da França."
 
As exibições começam no Centro Cultural Banco do Brasil e, a partir de 26/11, se estendem ao CineSesc, onde permanecem até 2/12. Além das sessões, estão previstos também debates e palestras na programação paralela.
 
Programe-se!

De quarta (21) a sábado (24), o CCBB apresenta 22 filmes; a seguir, confira quatro destaques da programação. 
 
"Carmen de Godard" (1982) Escolhido para inaugurar a retrospectiva, o filme é baseado na ópera "Carmen", do francês Georges Bizet (1838-1875). Na trama de Godard, Carmen X (interpretada por Maruschka Detmers) é integrante de um grupo terrorista, que planeja roubar um banco. Entretanto, a mulher se apaixona pelo segurança do local. Qua. (21): 17h. 85 min. 14 anos. 
 
"Eu Vos Saúdo, Maria" (1983) Nesta releitura da Bíblia, Godard discute o contraste entre sagrado e profano. No filme, Maria é uma jovem virgem que joga basquete. Quando ela se descobre grávida, seu namorado fica inconformado. O anjo Gabriel, então, tenta convencê-lo a aceitar os plano divinos. Na sessão, será exibido o curta "O Livro de Maria", dirigido por Anne-Marie Miéville, ex-mulher de Godard. Qua. (21): 19h. 100 min. 18 anos. 
 
"Rei Lear" (1987) Depois do desastre de Chernobyl, a civilização é praticamente destruída. Trancafiado em um hotel, um descendente de William Shakespeare tenta, então, recuperar a obra de seu ancestral -assim, a trama de "Rei Lear" se transpõe para a vida real. Antes, será exibido o curta "Mudar de Imagem - Carta à Bem-Amada". Sáb. (24): 15h. 100 min. 12 anos. 
 
Publicidade (1971-1982) Nesta etapa, serão exibidos cinco vídeos que o diretor francês produziu sob encomenda de marcas -entre eles, três feitos para os estilistas franceses Marithé e François Girbaud. Depois, será projetado o longa "As Crianças Brincam de Rússia". Sáb. (24): 19h. 83 min. Livre. 
 
Outros destaques da programação aqui.
 
Com informações de Luiza Wolf na Folha e Guia da Folha.
 
 


Qual é a sua periferia? Até o dia 28 de outubro, o Mural está em busca de fotos que retratam o cotidiano das periferias em bairros da capital e cidades da Grande São Paulo. 
 
Vale enviar fotos do cotidiano, espaços públicos, ruas, praças, áreas de lazer ou qualquer outro retrato que mostre a sua periferia. 
 
As imagens podem ser compartilhadas nas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram com a hashtag #olharMural ou enviadas para o email: [email protected] 
 
O participante também pode mandar suas fotografias pelo aplicativo WhatsApp para o número (11) 98719-8910. 
Todas as imagens devem ser acompanhadas com uma legenda de até 140 caracteres, mencionando o bairro onde a fotografia foi tirada. 
As fotos serão avaliadas pela equipe do Mural, que selecionará cinco finalistas. As melhores imagens serão publicadas no blog e irão participar de uma exposição com retratos da periferia. O regulamento completo está disponívelaqui. 
 
Sobre o Meu Mural

O Meu Mural é uma seção do blog que divulga imagens do cotidiano da periferia pelos olhos de fotógrafos amadores ou profissionais das mais diversas regiões da Grande São Paulo. É uma parceria da Folha.com e a International Center for Journalists.
 
 


No mês das crianças, a Spcine promove exibições gratuitas de filmes infantis em 20 unidades do CEU (Centro de Educação Unificado) e três centros culturais da capital.

A programação da Sessão CineMinha – Filmes para crianças (e adultos) acontece sempre aos domingos, de 11 de outubro a 15 de novembro. A mostra reúne longas nacionais e franceses, com histórias que destacam a diversidade cultural.

Entre os filmes, estão a animação “O Menino e o Mundo”, do cineasta Alê Abreu, premiada em diversos festivais pelo mundo; “As Aventuras do Avião Vermelho”, uma adaptação do livro homônimo de Érico Veríssimo; e “Zarafa”, produção franco-belga sobre as aventuras de um menino e uma girafa numa viagem de Sudão a Paris.

O projeto é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Circuito Municipal de Cultura, e tem o apoio do programa São Paulo Carinhosa. A curadoria tem a assinatura do Núcleo de Programadores, que inclui representantes da Spcine, Cine Olido, Centro Cultural São Paulo, Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes e Bibliotecas Municipais.

Na programação:

'As Aventuras do Avião Vermelho', animação de Frederico Pinto e José Maia.

Fernandinho acabou de perder a mãe e seu pai não sabe como confortá-lo. Um dia, ele dá ao filho um livro que marcou sua infância, sobre um capitão que está preso num lugar muito perigoso. Mergulhado na história, Fernandinho se imagina subindo no avião vermelho e indo resgatar o capitão. O filme é baseado no livro homônimo de Érico Veríssimo.

Classificação Indicativa: Livre

Trailer: 

'O Segredo dos Diamantes', de Helvécio Ratton.

Com Matheus Abreu, Rachel Pimentel, Alberto Gouvea

Ângelo é um garoto de 14 anos que descobre uma antiga lenda sobre diamantes perdidos e parte em busca desse tesouro para salvar a vida do pai. Para isso, ele e seus amigos, Júlia e Carlinhos, terão que decifrar o enigma e vencer a perseguição do vilão Silvério, que também sabe do tesouro e não vai desistir até encontrá-lo.

Classificação Indicativa: 10 anos

Trailer: 

'O Menino e o Mundo', animação de Alê Abreu.

Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança.

Classificação Indicativa: Livre

Trailer: 

 


O Masp vai receber entre os dias 23 e 25 de outubro o espetáculo de dança Koan, quarta apresentação do grupo Chega de Saudade, sob a direção do bailarino e coreógrafo Rubens Oliveira e do jornalista e psicanalista Sergio Ignacio, formados por Ivaldo Bertazzo, professor e coreógrafo conhecido pelo Método da Reeducação do Movimento.

A apresentação será composta por 30 bailarinos não profissionais. São pessoas comuns entre 21 e 53 anos que não seguem necessariamente o estereótipo de um bailarino; são indivíduos de estatura alta e baixa, acima ou abaixo do peso ideal, de diferentes características físicas e sociais. Porém, todos têm em comum o fato de terem encontrado na dança sua própria e pessoal forma de expressão e, por vezes, de superação. Com essas características, a montagem gera no espectador o estado de verossimilhança, uma vez que a plateia se sente representada no palco.

Na oficina de criação, além dos jovens brasileiros, há a presença de representantes de diferentes países que estão em processo de intercâmbio no Arrastão e farão parte do processo. Além disso, o figurino foi desenhado por Juarez Puig e está sendo desenvolvido junto com as costureiras do Arrastão.

Já a trilha será original e criada pela banda AcidTree. A criação das músicas teve seu início em junho e conta com a participação de seis músicos dirigidos pelo vocalista da banda Ed Marsen e pelos diretores do espetáculo.

O tema do espetáculo surgiu da ideia de estimular e resgatar passagens, símbolos e significados que permeiam a vida do homem, especialmente na relação que o indivíduo tem ao interpretar os fatos que cercam o cotidiano das pessoas através das experiências adquiridas em rituais ordinários e extraordinários durante a vida humana. Neste sentido, KOAN apresenta de maneira simbólica, o olhar, as sensações e o sentido interno que conduz o homem para uma interpretação e respectivo aprendizado.

Além de Koan, o grupo Chega de Saudade já trabalhou com três outros espetáculos que foram sucesso de público: Projeto Carretel (2012), Projeto Grão (2013) e Projeto Correm as cidades pelos quatro cantos do mundo (2014).

 

Serviço:

Teatro Masp, Avenida Paulista 1.578 – São Paulo.
Dias  23, 24 e 25* de outubro ( 21h e *domingo às 20h)
R$ 50,00 – R$ 25,00 meia entrada.
Livre.

Com informações da Agenda! B da Revista Brasileiros.

 

 
Com o tema 'Panoramas do Sul', terá início, hoje, 8 de outubro a 19ª edição do Festival de Arte Contemporânea Sesc_VideoBrasil. Dividido em três grandes exposições, com trabalhos de 62 artistas, provenientes de 27 países, o festival será realizado em São Paulo até 6 de dezembro no Sesc Pompeia, no Paço das Artes e em um novo espaço expositivo, o Galpão VB, edificação com 800 m2 instalada na Vila Leopoldina, na zona oeste da capital paulista, que passará a sediar a Associação Cultural Videobrasil.
 
Galpão VB - Foto: reprodução do site oficial.
 

Com curadoria-geral de Solange Farkas, criadora do evento anual, nesta edição o festival foi concebido em parceria com os curadores-associados brasileiros Bernardo José de Souza, Bitu Cassundé, Júlia Rebouças e o português João Laia. Convidados pela comissão de curadores, os artistas Abdoulaye Konaté (Mali), Gabriel Arantes (Portugal), Yto Barrada (Marrocos/França) e Sonia Gomes e Rodrigo Matheus (Brasil) terão trabalhos reunidos na mostra coletiva Panoramas do Sul/Artistas Convidados, que será realizada no Galpão do Sesc Pompeia.

Com foco na produção do Hemisfério Sul, as obras reunidas nessa mostra terão em comum a exploração de temas de caráter geopolítico da região, como a formação da identidade, os impactos do imperialismo e do colonialismo, a relação entre cultura e natureza e a transposição de produções artesanais para o contexto da arte contemporânea.

Nas áreas de convivência do Sesc Pompeia também será realizada a mostra Panoramas do Sul/Obras Selecionadas. A coletiva reunirá trabalhos de 53 artistas e coletivos selecionados por meio de edital. Com expografia do arquiteto André Vainer, o espaço foi especialmente criado para provocar e cooptar o público alheio ao festival. Nos corredores externos e internos, estarão expostas obras que propõem reflexões sobre temas como pertencimento, diáspora e a dimensão humana perante a magnitude da natureza. O Teatro do Sesc Pompeia será palco do Programa de Filmes, performances e uma seleção de trabalhos do artista norte-americano radicado em Portugal Gabriel Abrantes.

As atividades multidisciplinares do Galpão VB terão início com a exposição Panoramas do Sul/Projetos Comissionados, que reunirá obras inéditas do malinês Abdoulaye Konaté feitas especialmente para o festival. A programação inaugural do novo espaço também inclui laboratórios, programas de processos criativos e ativações permanentes de obras do Acervo Videobrasil. No decorrer do festival, o Galpão VB acolherá trabalhos do colombiano Carlos Monroy, do brasileiro Cristiano Lenhardt, da queniana Keli-Safia Maksud e do taiwanês Ting-Ting Cheng.

No Paço das Artes, será realizada a paralela Quem Nasce Pra Aventura Não Toma Outro Rumo. Com curadoria de Diego Matos, que é coordenador do Arquivo e Pesquisa da Associação Cultural ­Videobrasil, a mostra reunirá trabalhos produzidos entre 1978 e 2012 por 17 artistas. São obras de brasileiros, como Marcelo Gomes, Karim Aïnouz, Carlos Nader e Cao Guimaraes, e expoentes estrangeiros da videoarte, como o peruano Gabriel Acevedo Velarde, o argelino Malek Bensamil e a chilena Claudia Aravena.

O festival também promoverá programas públicos, como oficinas, um seminário e conversas com curadores, artistas e pesquisadores. Nos três espaços de realização estarão disponíveis a chamada Zona de Reflexão, central multimídia que permitirá acesso às publicações da parceria entre o Videobrasil e o Sesc e conteúdo digital complementar do festival, como o Canal VC e a Videoteca, com mais de 1,5 mil obras do acervo do Videobrasil.

Serviço
19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil
Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93, Pompeia, São Paulo – SP.
De 6 de outubro a 6 de dezembro.
Sesc Pompeia. Telefone: 3871-7700
sescsp.org.br/pompeia

Marcelo Pinheiro na Revista Brasileiros.