Farol Santander: ‘Banespão’ restaurado reabre com foco em cultura, lazer e empreendedorismo - São Paulo São

O Santander Brasil inaugura, no próximo dia 25, o Farol Santander, um centro de empreendedorismo, cultura e lazer. A mais nova atração da cidade de São Paulo, localizada em um emblemático ponto turístico da região central, o antigo edifício Altino Arantes, promoverá discussões de ideias, será um sinalizador de caminhos, um polo para atrair as pessoas ao centro da cidade.

“Há 70 anos o edifício é um ponto de referência de São Paulo. O Farol Santander já nasce, portanto, como um símbolo de uma cidade contemporânea, que aponta para o futuro e preserva as referências do passado”, afirma Marcos Madureira, vice-presidente executivo de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander Brasil. “De um farol, podemos enxergar longas distâncias e trazer para perto o que há de novo no mundo”.

A Vista 360o de Vik Muniz fica em uma sala especial, no 4o andar do Farol Santander. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.A Vista 360o de Vik Muniz fica em uma sala especial, no 4o andar do Farol Santander. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.Vick Muniz resolveu montar painéis com a imagem da vista de todo o entorno do prédio, utilizando material reciclado da reforma. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.Vick Muniz resolveu montar painéis com a imagem da vista de todo o entorno do prédio, utilizando material reciclado da reforma. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.As atrações do Farol Santander ocupam 18 andares dos 35 do edifício de 162 metros, que por um longo período foi a maior estrutura de concreto armado da América do Sul. As visitas começarão pelo hall do andar térreo, um dos tombados pelo Condephaat (assim como o 2o, 3o, 5o, 6o e mirante), e seguirão até o mirante do 26o andar, onde foi instalado um café com inspiração art déco.

Após eleger os temas que seriam distribuídos pelos andares, o Santander buscou a expertise de um seleto grupo de curadores para criar a programação. 

Entre eles estão Facundo Guerra e Tatiana Wlasek (Storymakers), a cargo das exposições de Arte Imersiva. Guga Ketzer (Suno United Creators), responsável pelo Loft do 25o por Triptyque, pista de Skate por Bob Burnquist, Oficina de Sucata por Marcelo Stefanovicz e uma Vista 360 por Vik Muniz. Ana Carla Fonseca e Alejandro Castañé (Garimpo de Soluções), idealizadores da Arena de Economia Criativa, Baixo Ribeiro (Choque Cultural) desenvolveu intervenção artística na Arena e na pista de skate.
‘Diurna‘, de Laura Vinci, projeto inédito especialmente concebido para o Farol Santander, traz uma experiência íntima de paisagem e natureza. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.‘Diurna‘, de Laura Vinci, projeto inédito especialmente concebido para o Farol Santander, traz uma experiência íntima de paisagem e natureza. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.O coletivo russo TUNDRA, pela primeira vez no Brasil, apresenta em sua obra inédita ‘O Dia que Saímos do Campo‘ (The Day We Left Field). Foto: Renato Suzuki / Divulgação.O coletivo russo TUNDRA, pela primeira vez no Brasil, apresenta em sua obra inédita ‘O Dia que Saímos do Campo‘ (The Day We Left Field). Foto: Renato Suzuki / Divulgação.Nos andares de memória o Farol contou com a consultoria do professor Paulo César Garcez e projeto expográfico do Bruno Ogura (Case Lúdico). Por último, foi montado um café e mirante inspirados na arquitetura art déco do prédio que será operado pelo Suplicy Cafés.

A partir de vídeo, e linhas do tempo, o público poderá entender o processo de construção do edifício, sua relação com a história da cidade e como se tornou um ícone para os paulistanos. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.A partir de vídeo, e linhas do tempo, o público poderá entender o processo de construção do edifício, sua relação com a história da cidade e como se tornou um ícone para os paulistanos. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.Estarão expostos objetos como calculadoras, cadernetas, fichas de atendimento e documentos gerais, e sonorização ambiente. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.Estarão expostos objetos como calculadoras, cadernetas, fichas de atendimento e documentos gerais, e sonorização ambiente. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.A missão foi trazer propostas inovadoras, que lancem um novo olhar para São Paulo. O propósito é manter esta inquietação ativa na programação que sempre terá novidades.

Nessa cidade em constante mudança, o Farol Santander foi concebido para ser um elemento de conexão entre os cidadãos, sua capacidade, identidade cultural e relação social afetiva, e com isso contribuir para a revitalização do Centro histórico da cidade.

A Arena de encontros, no 8o andar, vai receber aos sábados, especialistas em desenvolvimento de negócios e cidades. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.A Arena de encontros, no 8o andar, vai receber aos sábados, especialistas em desenvolvimento de negócios e cidades. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.A venda de ingressos terá início em 20 de janeiro, pelo site https://farolsantander.com.br, e o prédio estará aberto para a visitação do público em geral a partir do dia 26. Os valores podem variar de acordo com o combo desejado pelo público para visitação. Serão diversas opções de formatos para o visitante decidir quais atrações quer acompanhar e quais andares quer conhecer. O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 9h às 20h. 

Um loft exclusivo de 335 metros quadrados, no 25o andar, poderá ser alugado para hospedar pessoas ou realizar eventos. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.Um loft exclusivo de 335 metros quadrados, no 25o andar, poderá ser alugado para hospedar pessoas ou realizar eventos. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.

Os visitantes poderão acessar o mirante para apreciar toda a cidade e ainda desfrutar um café. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.Os visitantes poderão acessar o mirante para apreciar toda a cidade e ainda desfrutar um café. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.História do Farol

O emblemático Edifício, inaugurado há 70 anos, é um ícone da cidade de São Paulo e um símbolo da destacada posição econômica e política do estado no contexto nacional da época. Na ocasião da sua inauguração, a então sede do Banco do Estado de São Paulo era a mais alta construção do mundo em concreto armado e o maior edifício da América do Sul, ocupando este posto até 1965.

Foto: Renato Suzuki / Divulgação.Foto: Renato Suzuki / Divulgação. As vistas de seu mirante tomadas ao longo dos anos revelam, inclusive, as transformações urbanísticas da cidade.

Desde sua inauguração, tornou-se o ponto culminante do centro da capital, o que lhe garantiu ampla visibilidade e a constante permanência de sua silhueta na memória de várias gerações de paulistanos. O Edifício Altino Arantes é um marco no processo de verticalização da paisagem urbana, processo do qual o Brasil participou pioneiramente.

Em 2014, sua importância como patrimônio foi reconhecida através do tombamento pelo Condephaat – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo-, que se aplica a determinadas áreas do edifício, como o saguão, o caixa-forte, o mirante, e alguns dos seus andares, onde originalmente situavam-se o salão nobre e as dependências da presidência e diretorias. 

Parte de seus interiores e seu rico acervo de objetos históricos foram preservados pelo Condephaat no ato de tombamento. A partir de 2000, o Banco Santander Brasil assumiu a preservação desse acervo. Além disso, o edifício é um ícone da cidade e sua memória construtiva e o ponto mais alto da pirâmide de prédios visíveis das zonas Leste, Oeste e Norte.

Com o Farol Santander, o prédio terá, agora, sua importância renovada. Acompanhar sua história e seu acervo permite que nos aproximemos da trajetória de um dos ícones fundamentais da paisagem paulistana.

Público “mergulha no tempo” ao visitar o Farol Santander

A partir da consultoria curatorial do prof. Paulo Garcez, especialista em mobiliário histórico e patrimônio integrado, o 5o andar permite um mergulho literal à época. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.A partir da consultoria curatorial do prof. Paulo Garcez, especialista em mobiliário histórico e patrimônio integrado, o 5o andar permite um mergulho literal à época. Foto: Renato Suzuki / Divulgação.

Quem for visitar o Farol Santander, no antigo Edifício Altino Arantes, vai vivenciar um “mergulho no tempo”. O conceito criativo “do centro para o tempo” foi desenvolvido pela FutureBrand São Paulo. Junto a outros parceiros, a agência de branding desenhou a jornada de visitação como uma experiência imersiva na história do prédio em todos os andares: do hall de entrada ao café do mirante, inspirado no estilo arquitetônico da época, o Art Déco. A FutureBrand São Paulo também é responsável pela criação da identidade visual e do wayfinding do Farol Santander. 

Serviço – Farol Santander

Onde: Rua João Brícola, 24 – São Paulo, Centro (estação São Bento – linha 1, azul do metrô). Entrada acessível: Rua João Brícola, 32.
Site: https://farolsantander.com.br
Abertura ao público: 26 de janeiro (sexta-feira) às 9h. 
Funcionamento: terça a domingo Horários: 09h às 20h.
Ingressos: site e bilheteria física no local Horário Bilheteria: 9 às 19h. 
Recepcionistas: 1 por andar (mínimo).
Capacidade Elevadores: 15 pessoas por elevador.
Comunicação visual: Bilíngue - português e inglês.
Capacidade por andar: 60 pessoas.
Brigada de incêndio e Seguranças: Efetivo total de 60 pessoas.
Banheiros: 2 por andar – 1 masculino e 1 feminino.
Acessibilidade: Banheiros e elevadores adaptados, rampas de acesso, áudio guias e comunicação em braile.
Bicicletário.
Saídas de emergência. 

Com informações: Banco Santander e Marra Comunicação.



 



-->