Exemplos - São Paulo São

São Paulo São Exemplos

O conceito de Ecovila consiste basicamente em um modelo de sociedade sustentável, tanto no que diz respeito a manutenção do ambiente, quanto a felicidade e liberdade de seus indivíduos. São comunidades urbanas ou rurais que tem como ponto em comum a integração da sociedade com uma realidade harmônica e natural. Nessas “sociedades alternativas”, práticas como produção local de alimentos, utilização de sistemas de energias renováveis, respeito ao meio ambiente, liberdade religiosa e cultural, economia solidária, cooperativismo e rede de trocas são as características mais marcantes dos microbairros e contribuem para uma vida muito mais feliz, diferente, muitas vezes, do cotidiano de uma metrópole.

Ísafjörður tem cerca de 3.000 habitantes e a casa mais antiga da Islândia. Desde quinta-feira passada esta pequena cidade pesqueira, capital da região dos Fiordes do Noroeste, tem, além de suas pitorescas casinhas de madeira, uma nova atração turística: uma faixa de pedestres cujas listras, graças a um efeito ótico, parecem flutuar de maneira tridimensional acima da calçada. A ideia é que, ao o vê-la, os motoristas parem. O efeito imediato foi que um cruzamento qualquer de Ísafjörður se tornou famoso.

Foto: CU2030 / Cidade de Utrecht.Foto: CU2030 / Cidade de Utrecht.A primeira fase daquela que se tornará a maior garagem de bicicletas do mundo foi inaugurada ao público em Utretch, Países Baixos. Atualmente com 6.000 vagas, ao final de 2018 terá espaço suficiente para abrigar 12.500 bicicletas - superando a atual estação de metrô de Kasai, em Tóquio, que detém o record de 9.400 vagas. Quando concluída, na garagem e seus arredores poderão estacionar 22 mil bicicletas.

À medida que as áreas urbanas se desenvolvem, cada cidade forma uma lógica estrutural única. Com esta estrutura geralmente concebida de forma ad hoc, termos políticos como "área metropolitana" e "vizinhança" nem sempre são úteis ao analisar e comparar o desempenho das cidades. Na busca de novas ferramentas analíticas, Robin Renner desenvolveu um sistema de classificação anatômico em seu novo livro Urban Being: Anatomy & Identity of the City. Através de uma investigação reflexiva sobre as áreas urbanas existentes em todo o mundo, usando imagens de satélite e experiências pessoais, o Urban Being oferece uma visão de como as redes de transporte e as paisagens das ruas podem ser melhor organizadas para promover um ambiente metropolitano saudável.