Exemplos - São Paulo São

São Paulo São Exemplos

Algumas das grandes cidades do mundo querem voltar a acolher seus pedestres. Nesse processo, compreenderam que suas vias elevadas são apenas o símbolo de um progresso mal entendido. Por isso, muitas dessas construções estão sendo transformadas em parques urbanos a vários metros de altura, como o famoso High Line, em Nova York. Seul, na Coreia do Sul, deu na semana passada um passo mais longo, criando em uma delas um viveiro em pleno centro. Mais de 24.000 árvores e plantas compõem esta gigantesca biblioteca botânica ao ar livre chamada Skygarden.

O Plano do Verde e da Biodiversidade de Barcelona 2020 prevê metas importantes para a cidade espanhola. A ideia é que daqui a 3 anos a cidade dobre a quantidade de árvores e aumente para 11 m² o número de espaços verdes por habitantes. O projeto pretende criar 108 acres de novas áreas verdes até 2019 e mais de 400 hectares até 2020 na cidade catalã.
Os corredores lineares serão implementados ao longo da cidade, com muitas plantas e folhagens em suas calçadas, praças e canteiros. Imagem: Prefeitura de Barcelona.Os corredores lineares serão implementados ao longo da cidade, com muitas plantas e folhagens em suas calçadas, praças e canteiros. Imagem: Prefeitura de Barcelona.A Prefeitura destinará entre 45 e 50 milhões de euros para a criação de 44 hectares de infraestrutura verde até 2019, segundo anunciou a Secretária de Ecologia, Urbanismo e Mobilidade, Janet Sanz, em conferência de imprensa. 

O anúncio foi realizado durante a apresentação do Programa de Impulso à Infraestrutura Verde Urbana, um projeto apoiado em três eixos que visa aumentar em 165 hectares a quantidade de áreas verdes naturais até o ano de 2030, aumentando 1 metro quadrado de área verde por pessoa.

A prefeita de Madri, Manuela Carmena, apresentou nesta quinta-feira um projeto para a remodelação da Gran Vía, uma das artérias mais emblemáticas da capital. A avenida vai ganhar, dentre outras medidas, faixas exclusivas para bicicletas. Também serão reduzidas as faixas destinadas aos veículos particulares e ampliadas as calçadas. Além disso, a via será fechada ao tráfego de não-moradores. Os grandes beneficiários dessas medidas serão os pedestres e os ciclistas.

Foi inaugurado na quarta-feira (19) o projeto do escritório de arquitetura Snøhetta e da Times Square Alliance para reestruturação de 2,1 hectares da Times Square, em Nova York, nos Estados Unidos, com intuito de facilitar e aprimorar os espaços de circulação dos pedestres. A proposta transformou uma das áreas mais congestionadas de Nova York em uma grande praça pública de mais de 9 mil metros quadrados, aberta a pedestres e ciclistas.

Times Square, em Nova York, antes e depois. Foto: Michael Grimm / NYC DOT.Times Square, em Nova York, antes e depois. Foto: Michael Grimm / NYC DOT.

A Times Square é um dos destinos mais procurados por turistas nos Estados Unidos, atraindo uma média de 45 milhões de visitantes anualmente. A infraestrutura do local se tornou antiquada conforme o tempo e, por isso, a necessidade de um novo projeto.

Entre as mudanças, está a instalação de dez bancos de granito de 15 metros de comprimento, que tornaram a área mais confortável; a duplicação da área de espaço para pedestres a partir da criação de cinco novas praças entre os cruzamentos das ruas; e a aplicação de concreto pré-moldado em dois acabamentos diferentes: liso e com pequenos discos de aço embutidos, que refletem as luzes das publicidades espalhadas pelo local.

Um grande detalhe da reinvenção foi a reconfiguração urbana, que, de acordo com os arquitetos, mais retirou do que adicionou ao local, visto que haviam vários obstáculos mal posicionados ao longo da Times Square que atrapalhavam a circulação e sua harmonia como sinais de trânsito, latas de lixos e demais itens que se encontravam em excesso.

Foto: Michael Grimm / NYC DOT.Foto: Michael Grimm / NYC DOT.

Foto: Michael Grimm / NYC DOT.Foto: Michael Grimm / NYC DOT.

Foto: Michael Grimm / NYC DOT.Foto: Michael Grimm / NYC DOT.

Foto: Michael Grimm / NYC DOT.Foto: Michael Grimm / NYC DOT.

Foto: Michael Grimm / NYC DOT.Foto: Michael Grimm / NYC DOT.Foto: Michael Grimm / NYC DOT.Foto: Michael Grimm / NYC DOT.

"Concebido como um projeto cujo sucesso seria medido não só pela sua nova estética, mas também pelos benefícios físicos, psicológicos e econômicos de longo prazo em sua comunidade, a reinvenção de Times Square é um modelo para como o design de nossas paisagens urbanas pode melhorar a saúde e o bem-estar de seus usuários ao mesmo tempo que fornece uma etapa importante para a coleta pública ", disse o arquiteto e sócio fundador da Snøhetta, Craig Dykers.

Foto: Michael Grimm / NYC DOT.Foto: Michael Grimm / NYC DOT.

***
Com informações do escritório Snøhetta e Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb.