Nova tecnologia promete salto na reciclagem de PET na Europa - São Paulo São

User Rating: 0 / 5

Uma nova tecnologia criada por um consórcio europeu promete aumentar a taxa de reciclagem dos polímeros, começando pelo PET, material de embalagem considerado de alto desempenho na segurança de produtos para consumo. Um dos seus maiores mercados é o de água mineral.
O PET tem índice de reciclagem de cerca de 60%, na Europa. Mas a reciclagem é bastante complexa, até pela alta disseminação do uso pelo mundo todo, e envolve vários sistemas de identificação de origem, o que desperdiça grande parte do material passível de reciclagem.

A tecnologia em questão foi desenvolvida no projeto Polymark, que é formado por várias associações de recicladoras, institutos de pesquisa e tecnologia e grupos industriais europeus, envolvendo toda a cadeia de valor do plástico e com apoio de um fundo da União Européia. O objetivo é maximizar a reutilização de plástico reciclado.

O sistema consegue, com muita rapidez e mecanicamente, distinguir com sucesso os plásticos que tiveram ou não contato com alimentos. Para fazer isso, são usados marcadores químicos colocados no revestimento da garrafa ou em etiqueta.

O marcador é sensibilizado por emissão de luz e depois flagrado por câmeras e a partir daí o sistema encaminha as garrafas PET para a reciclagem correta. Depois da seleção, os marcadores são retirados nas próprias máquinas de lavagem de recicláveis.

Segundo a Polymark, o sistema garante pureza de 98%. A União Européia exige pureza de 95% para o reúso de garrafas recicladas no reenvasamento de água ou outra bebida para fim alimentar.

De acordo com representantes do projeto, as tecnologias de triagem baseadas em sensores possuem a chave para permitir a economia circular para plásticos.

***
Mara Gama é jornalista com especialização em design, roteirista e consultora de qualidade de texto. Artigo publicado originalmente em seu blog na Folha de S.Paulo.