Prefeitura de Londres quer aumentar o espaço verde da cidade de 47% para 50% até 2050 - São Paulo São

Londres poderá se tornar a primeira cidade ‘parque nacional‘ do mundo (National Park City) até 2019, segundo planos estabelecidos pelo prefeito da cidade. Sadiq Khan reservou um fundo de investimento verde de 9 milhões de libras para ajudar a melhorar os espaços verdes para a comunidade ao lançar sua estratégia preliminar para o meio ambiente da capital.

O financiamento ajudará a tornar mais de 50% da área da capital verde até 2050. No geral, atualmente, 47% de Londres já tem espaço verde.

As propostas incluem: 

  • Proteger e aumentar a quantidade de parques e espaços verdes;
  • Assegurar que os empreendimentos tenham mais telhados e paredes verdes (cobertos de grama e plantas para ajudar a aumentar a qualidade do ar) e jardins de chuva (pequenos espaços verdes que ajudam a prevenir inundações);
  • Proteger e aumentar os habitats de vida selvagem;
  • Há também planos para enfrentar a poluição do ar e fazer de Londres uma cidade "sem carbono" (produzindo uma rede zero de emissões de carbono) até 2050.

Ao lançar o projeto, em agosto último, Sadiq Khan disse: "Londres é o lugarde espaços verdes que eu quero proteger, investir e melhorar, na medida em que visamos nos tornar o primeiro parque nacional do mundo. Também queremos aumentar a quantidade de vegetação na cidade, instalando muitos telhados verdes e tornando as nossas ruas mais verdes".

Sobre os planos, um "mapa do desafio" irá destacar áreas que devem ser priorizadas para o investimento em infraestrutura verde.

O Projeto do escritório WATG

Melhorar a qualidade de vida, aumentar a presença de animais selvagens e conectar ainda mais as pessoas com a natureza: estes são os objetivos principais do Green Block, projeto do escritório WATG Landscape Architecture para Londres.

Imagem: Divulgação/ WATG Landscape Architecture.Imagem: Divulgação/ WATG Landscape Architecture.A iniciativa partiu do explorador e geógrafo Daniel Raven-Ellison, que quer transformar a capital na primeira cidade ‘parque nacional‘ do mundo. O prefeito londrino Sadiq Khan lançou uma campanha para levar, a longo prazo, o verde para mais de 50% da cidade. Atualmente, 47% da cidade já possui espaços verdes.

O planejamento, então, ficou nas mãos do WATG e o produto final é o Green Block, um material de construção vivo, modular, com sementes de flores e reserva de irrigação e que não requer manutenção.

Segundo os profissionais, os usos são diversos: desde as faixas de carros e ciclovias até restaurantes, lojas e fachadas de prédios.

“É seguro dizer que todos nós podemos imaginar um futuro com carros elétricossem motoristas, o que se traduz em menos carros na estrada e menos estacionamentos e faixas. O Green Block devolve o espaço das estradas e volta para os cidadãos de Londres”, explica John Goldwyn, vice-presidente do escritório.

Imagem: Divulgação/ WATG Landscape Architecture.Imagem: Divulgação/ WATG Landscape Architecture.Espera-se que o Green Block, atualmente em fase de protótipo, seja finalizado em 2018. Mais longo, o processo para se tornar um parque nacional continuará nos próximos anos.

***
Da redação com informações da BBC News (Inglês).