Negócios Criativos - São Paulo São

São Paulo São Negócios

Para promover o plano TIM beta, voltado para o público jovem, a operadora lança campanha criada pela R/GA. Foi realizada uma intervenção artística pelas ruas de São Paulo, em parceria com a dupla VJ Suave, formada por Ceci Soloaga e Ygor Marotta.

A ação foi captada em um filme (confira abaixo) que apresenta a jornada do personagem Beta, criado a partir de desenhos transformados em animações, feitas quadro a quadro. Usando técnicas de projeção, o Beta "corre" pelas paisagens urbanas, simulando um grafite digital.

A narrativa e interações com a cidade foram realizadas utilizando os Suaveciclos, triciclos adaptados com computador, projetor e bateria.

A projeção para TIM ocupou cerca de 12 pontos de São Paulo, como o Minhocão, muros de casas nos bairros do Pacaembu e Perdizes, Parque da Juventude, Galpões da Mooca, Moinho, entre outros locais.

As filmagens aconteceram durante duas noites em São Paulo. Foram utilizados três projetores com potência de 60 mil lumiens. Mais de 50 pessoas estiveram envolvidas na produção, sob responsabilidade da produtora Bando.

Essa é a primeira vez que o duo de artistas VJ Suave, que assina a iniciativa Mais amor por favor, realizou um projeto para uma marca.

Fonte: Clube de Criação São Paulo 

 

Projeto da FCB Brasil convida donos de impressoras HP com tecnologia ePrint, que permite impressão a distância, a ajudar a ONG na divulgação de cartazes de desaparecidos.

"Todos os anos cerca de 200 mil pessoas desaparecem no Brasil e cartazes afixados em locais permitidos são o principal meio para ajudar a encontrá-las. Pensando em como aumentar esta divulgação, a FCB Brasil assina para a HP, em parceria com a Associação Mães da Sé/ABCD, o projeto Imprima para Ajudar. A iniciativa tira proveito das mais de 1 milhão de impressoras equipadas com a tecnologia HP ePrint, que permite o envio de impressões a partir de qualquer lugar, para aumentar exponencialmente o alcance do trabalho da ONG nas diferentes regiões do país.  

Nos últimos 19 anos, a Associação Mães da Sé encontrou 4.232 mil pessoas e o projeto têm como objetivo contar com as dezenas de milhares de impressoras HP para criar uma grande rede de solidariedade e distribuição de informações sobre desaparecidos. As pessoas que possuem impressora HP com a tecnologia ePrint podem  acessar o site www.imprimaparaajudar.com.br para se cadastrar e passar a fazer parte da iniciativa.

"A ideia usa a tecnologia da HP de um jeito novo. Ela permite que muitas pessoas que querem ajudar, possam fazer isso de um jeito fácil e prático”, diz Joanna Monteiro, VP de Criação da FCB Brasil. “O projeto Imprima para Ajudarpartiu de uma premissa muito simples, que é colocar a tecnologia da HP a serviço da esperança”, conclui Max Geraldo, VP de Criação da FCB Brasil.

Cada consumidor será identificado pela Associação Mães da Sé, por meio de geolocalização, e receberá automaticamente em suas impressoras cartazes sobre pessoas desaparecidas nas regiões próximas ao seu endereço. Imprimindo centenas de novos cartazes em poucos minutos e aumentando o raio de exposição das informações, para áreas onde normalmente as mães não conseguiriam exibi-las, as chances de encontrar a pessoa aumentam.

“Entendemos que a tecnologia só faz sentido quando soluciona problemas reais das pessoas. Quando a FCB nos procurou com a ideia de parceria com a Associação Mães da Sé, abraçamos imediatamente a possibilidade de conectar dezenas de milhares de clientes a uma causa de grande impacto social, por meio da tecnologia de impressão móvel”, afirma Marcio Furrier, diretor de marketing da unidade de impressão e sistemas pessoais da HP Brasil."

Confira o vídeo case: http://youtu.be/ZWNrbFyp4ek

Fonte: FCB Brasil.

Sabe aquele almoço que você deixou pela metade na praça de alimentação do shopping? Você se esquece dele na hora em que o joga na lixeira, mas saiba que não é por lá que ele fica. Na maioria dos lugares, os resíduos orgânicos são enviados para aterros sanitários, o que nem sempre é a opção mais correta em termos ecológicos. Em São Paulo (SP), o Shopping Eldorado decidiu dar um novo destino a esse lixo: uma composteira criada no telhado do shopping permite transformar restos de comida em adubo, que é utilizado em uma horta orgânica ali mesmo.

Chamado de Telhado Verde, o projeto foi criado em 2012 e tem como meta zerar o envio de lixo orgânico ao aterro em 5 anos. As mais de 10 mil toneladas mensais de resíduos recebem uma enzima que auxilia o processo de compostagem, eliminando o odor e transformando a massa em um poderoso adubo, que é aplicado na horta. Nos 2.500 metros destinados ao projeto, são produzidos legumes e verduras como alface, tomate, manjericão e cebola e plantas como gazânia, lavanda, erva doce e hortelã. A produção, totalmente livre de agrotóxicos, é destinada aos próprios restaurantes do shopping.

Além de evitar o despejo desse tipo de resíduo nos aterros e prover aos restaurantes uma produção orgânica e local de alimentos, a iniciativa ainda permite a economia de energia no uso dos equipamentos de ar condicionado em dias de calor. Por estar presente em uma extensão considerável do telhado do shopping, a horta funciona como uma espécie de camada extra de isolamento térmico, permitindo que a estrutura do Eldorado fique naturalmente mais fresca. Essa é a prova de que adotar iniciativas sustentáveis em uma metrópole como São Paulo não só é possível como já é uma realidade.

Com Hypeness: http://bit.ly/1H31ezV

O setor audiovisual da cidade de São Paulo, incluindo cinema, TV, games e conteúdos audiovisuais para web, ganhou uma parceria de peso no desenvolvimento de suas atividades. Foi lançada a Spcine - Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo.
 
O ministro da Cultura, Juca Ferreira, esteve no lançamento da Spcine que foi concebida e planejada durante sua gestão como secretário de Cultura da cidade de São Paulo. Para o ministro, "é uma empresa porosa e aberta para os produtores culturais. O que fizemos na Spcine e na Secretaria de Cultura de São Paulo como um todo foi fruto de diálogo amplo".


A empresa atua como um escritório de desenvolvimento, financiamento e implementação de programas e políticas para o setor audiovisual. Nasce com o objetivo de reconhecer e estimular o potencial econômico e criativo do audiovisual paulista e seu impacto em âmbito cultural e social.

A Spcine é uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e o Ministério da Cultura (MinC), por meio da ANCINE (Agência Nacional do Cinema). A gestão e os investimentos compartilhados entre as três esferas de governo é um de seus diferenciais. Alfredo Manevy foi anunciado diretor-presidente da empresa.

Atuação

Entre seus eixos de atuação estão inovação, criatividade e acesso; desenvolvimento econômico; e integração e internacionalização.

Durante a cerimônia foram apresentadas, também, as áreas de atuação da empresa: a SP Film Comission será o escritório que viabilizará as filmagens na cidade de São Paulo; o Circuito SP vai buscar levar a experiência do cinema a todas as regiões da capital paulista; a LEIA - Laboratório de Inovação e Experimentação Audiovisual buscará criar um ambiente propício a co-criação e ao desenvolvimento de novas ferramentas, produtos, soluções e modelos de negócio para o setor audiovisual; e a SP Bits será o conjunto de programas e ações para o mercado de games e cultura digital, vai estimular a produção nacional de jogos eletrônicos, incentivando o debate e implementando linhas de financiamento específica para impulsionar o desenvolvimento criativo e econômico da área.

Fonte: Ministério da Cultura.



A marca São Paulo São, que sugere que a cidade são coisas, são pessoas, são baladas, iniciativas e causas, é o resultado de conteúdos e ações propositivas gerados por uma rede colaborativa que abrange pessoas, empresas, instituições privadas e públicas. Como apoiadora do projeto, a Alpha FM propõe divulgação na programação, que envolve boletins e chamadas diárias.Os boletins abordarão temas como parcerias, dicas e agendas, depoimentos relacionados à proposta e demais assuntos que possam acrescentar e contribuir com o tema.

Lala Deheinzelein é futurista e uma das pioneiras da economia criativa no Brasil, além de ser reconhecida internacionalmente pela rara combinação de desenvolvimento sustentável através de economia criativa e processos colaborativos em rede. Recentemente foi indicada como uma das 100 Mulheres No Mundo que estão Co-criandoa Sociedade Colaborativa, na muito especial categoria de “Pioneiras e Defensoras nos Negócios e Economia Ética.”