"Escape 60": jogos, desafios presenciais e sensoriais - São Paulo São

Os paulistanos acabam de ganhar um novo lugar para se divertirem na cidade. Desembarca em São Paulo o Escape 60, a primeira empresa brasileira de entretenimento a oferecer um tipo inédito de atração no Brasil: salas temáticas onde grupos se reúnem para solucionar enigmas em apenas 60 minutos. Os jogos são presenciais, temáticos e interativos. Para oferecer a melhor experiência aos clientes, cada sala foi pensada para transportar seus participantes a um mundo lúdico e misterioso, sem interferências do mundo real, onde cada pista leva à solução final.

O conceito surgiu há cerca de três anos, na Ásia. O objetivo foi proporcionar uma opção de entretenimento presencial para aqueles que se interessavam por grandes desafios e que curtiam uma verdadeira experiência sensorial, estimulada pelos detalhes da ambientação – objetos e móveis –, de sons e de tudo que pudesse envolver o participante no clima proposto. O modelo de negócio atravessou fronteiras, e muitos países da Europa e os Estados Unidos abriram salas com esse tipo de atração. O sucesso foi instantâneo e se reflete na fila de espera, que em muitas cidades passa de duas semanas. A diversão já figura entre as principais atrações de entretenimento, segundo o TripAdvisor, das maiores e mais conhecidas cidades do mundo, como: Nova York, Paris, Londres e Roma.

Foi nesse divertido ambiente que quatro brasileiros conheceram o que poderia mudar o mercado de entretenimento no Brasil, até hoje focado em parques de diversão, cinemas, teatros e boliches. Após conhecer a atração, há um ano, durante uma viagem de férias com a família na capital francesa, Jeannette Galbinski, Márcio Abraham, José Roberto Szymonowicz e Karina Papautsky tiveram a ideia de abrir um negócio como este em São Paulo.

Cada jogo comporta um grupo, de dois a 16 participantes, que deve desvendar o mistério por meio de dezenas de pistas e escapar do espaço em até 60 minutos. Caso contrário, são resgatados do local. Estima-se que aproximadamente 20% dos participantes vençam o desafio. Os recordistas, aqui no Brasil, entrarão para o ranking de uma cobiçada Galeria da Fama, que vai estimular de forma divertida a concorrência entre os ávidos por um bom jogo.

Para compor cada ambiente e sua riqueza de detalhes, a equipe criativa de cenografia da Ahcervo foi contratada e contou com a supervisão da sócia e arquiteta Karina Papautsky. “Ficamos muito felizes com os resultados da decoração dos espaços, que remetem de forma fiel aos temas designados para as salas. Cada peça tem seu significado e uma utilidade, e temos certeza de que nossos clientes vão se surpreender ao entrar nas salas. A ideia foi envolver e transportar os participantes para um mundo lúdico e interativo”, afirma Karina.

Complementando o projeto visual do Escape 60, a fachada foi grafitada pelo artista Sipros, que expõe suas habilidades pelas ruas do País desde 1997. O artista é famoso por recriar cenas tanto do cotidiano quanto inusitadas, que mostram a figura humana com perfeição. Por isso, foi escolhido para representar a temática do novo entretenimento da cidade.

A primeira unidade do Escape 60, localizada na Vila Olímpia, na capital paulista, oferece seis salas: A Joia da Coroa, Corredor da Morte, O Falsário, O Laboratório do Dr. Mortare, Operação Resgate e Salvem Nossas Almas (S.O.S.). Elas simulam ambientes como um banco, uma prisão, um ateliê, um laboratório, um quarto de hotel e uma sala de jantar, que foram cuidadosamente projetados e decorados com objetos e móveis, que oferecem pistas para desvendar os enigmas, e também receberam sonorização especial.

Conheça um pouco de cada uma das seis salas, que podem ser escolhidas por famílias, amigos, equipes de trabalho e outros públicos que se interessem pelo tema: 

Suzanne Tanoue na Zoopihttp://bit.ly/1Q7L9QD