Rio de Janeiro e São Paulo recebem a exposição ‘Steve Jobs, o visionário‘ sobre o fundador da Apple - São Paulo São

Rio de Janeiro e São Paulo receberão, entre março e agosto, a exposição inédita no Brasil "Steve Jobs, o visionário", sobre a carreira o fundador da Apple. Com mais de mil metros quadrados, a mostra será dividida em seis áreas da vida de Jobs [1955 - 2011] e contará com fotos, reportagens, filmes, objetos pessoais e até peças do Apple 1, um dos primeiros computadores da empresa, do Macintosh e do iPod.

A área Espiritualidade, da exposição 'Steve Jobs, o visionário'. Foto: Divulgação.A área Espiritualidade, da exposição 'Steve Jobs, o visionário'. Foto: Divulgação.

A exposição será montada no Prédio do Touring, no Pier Mauá, no Rio, entre os dias 28 de março e 7 de maio, com entradas a R$ 10. Depois, chega em São Paulo, onde ficará instalada no Museu da Imagem e do Som (MIS), entre 15 de junho e 20 de agosto.

Em "Steve Jobs, o visionário", estarão expostos todos os produtos cujas criações tiveram participação de Jobs, como o Macintosh, o iPod, o iPhone, o iPad e a Apple TV, em mais de 30 peças que buscam dar uma visão completa de seu trabalho.

Cassete utilizado como a memória do Apple 1, trazido pela mostra. Foto: Divulgação.Cassete utilizado como a memória do Apple 1, trazido pela mostra. Foto: Divulgação.

Entre as seis partes que dividem a mostra estão (as demais são Negócio, Inovação e Espiritualidade):

  • Sonhos: O trabalho de Jobs na criação da Pixar, estúdio pioneiro de animação.
  • Falência: A sessão contará com exemplos dos momentos que não deram tão certo na vida de Jobs, como um Apple 1, fabricado em 1976 e adquirido em leilão. por US$ 213,6 mil (R$ 673,6 mil), e o Lisa, um de seus maiores fracassos, que serviu como base para o Macintosh.
  • Competição: Área que retrata seus embates com a IBM, com Bill Gates, com a Samsung e até com a própria Apple.

Cartaz da mostra 'Steve Jobs, o visionário'. Foto: Divulgação.Cartaz da mostra 'Steve Jobs, o visionário'. Foto: Divulgação.

Experiência rica e profunda para o público

Serão cerca de mil metros quadrados de experiências para o público sobre seis perspectivas: Negócios, Inovação, Sonho, Falência, Competição e Espiritualidade. O visitante terá uma experiência rica e profunda do universo Jobs com uma mistura de tecnologia e um grande acervo vídeo-iconográfico. A exposição será inovadora na experiência do visitante, por exemplo, na Linha do Tempo com a tecnologia da realidade aumentada, as datas ativarão conteúdos exclusivos de cada período permitindo ter uma visão completa da vida do Steve Jobs.

A expo inclui o primeiro computador criado por Jobs e Wozniak em 1976 e vendido pela empresa, o Apple I. A expo inclui o primeiro computador criado por Jobs e Wozniak em 1976 e vendido pela empresa, o Apple I.

Logo na entrada haverá um totem para download do aplicativo gratuito “MeCult”, desenvolvido pela Fullbrand. O aplicativo, que usa a tecnologia Beacon, vai funcionar como portal para acessar os conteúdos extras da mostra, mas também como áudio guia e mapa das atrações. A exposição será a primeira a ser hospedada no aplicativo que, no futuro, poderá conter mais exposições e eventos se tornando ponto de referência no acesso à cultura.

O público acompanhará todo destaque dado ao gênio pela imprensa mundial através de quase 70 capas de revistas, artigos e reportagens sobre seus feitos. Ao longo da exposição estarão presentes os produtos criados por Steve Jobs, desde a década de 80, passando pelos revolucionários Macintosh, iPod, iPhone, iPad e Apple TV. Todas as mais de 30 peças que serão exibidas dão uma visão completa para o público do trabalho técnico e científico do americano.

Na perspectiva “Sonhos”, todo o trabalho do gênio na Pixar, empresa de animação digital americana, com a criação do “Toy Story”, o primeiro desenho animado 3D a ganhar o Oscar como longa-metragem completamente animado em 3D e um dos maiores sucessos até hoje da franquia. Em “Falência”, a peça mais rara: o Apple 1, fabricado em 1976, que foi adquirido em um leilão da Cristie’s por U$ 213,6 mil. Nesse tema, o visitante verá também o Lisa, um dos seus maiores fracassos, mas que serviu de base para o sucesso Macintosh. Outra curiosidade está na célula “Competição”, característica marcante de Steve Jobs. Serão destacados os embates com IBM, Apple, Bill Gates e Samsung.

A exposição será trazida pela agência FullBrand, com apresentação do Ministério da Cultura e do Bradesco, e patrocínio da Cielo e apoio da Superga.

***
Com informações da FullBrand.