Palácio dos Campos Elíseos vai abrigar centro de economia criativa - São Paulo São

O Palácio dos Campos Elíseos, prédio histórico localizado na área central de São Paulo, vai abrigar o Centro Nacional de Referência em Empreendedorismo, Tecnologia e Economia Criativa, que será inaugurado no mês de outubro. O governador Geraldo Alckmin assinou no último dia 14, um decreto que permitirá o uso do espaço pelo Sebrae-SP.

O Centro será um “hub” de empreendedores e projetos ligados a tecnologia, inovação e criatividade, com ações voltadas à produção e disseminação de conhecimento em um ambiente aberto à integração.

O espaço também sediará eventos culturais e abrigará a Casa Histórica, um ambiente que vai reproduzir o modo de viver em São Paulo, entrelaçando uma perspectiva histórica de ocupação dos espaços com recursos tecnológicos e audiovisuais.

Como contrapartida à cessão da área, o Sebrae-SP deverá oferecer gratuidade para visitação pública das exposições e mostras; cursos de formação, capacitação e aprimoramento em educação empreendedora aos professores da rede pública, além de oferecer, gratuitamente, espaço “coworking” para projetos incubados, voltados à economia criativa.

“Hoje nós estamos fazendo uma parceria com o Sebrae, entregando o prédio totalmente restaurado e, por decreto, também estamos transferindo o local para que possamos ter um Centro Nacional de Empreendedorismo de Inovação e Tecnologia com start-ups, ensino, coworking e também museu. Um grande ganho para São Paulo, o Palácio Campos Elísios restaurado e o conteúdo voltado aos jovens e a inovação”, disse o governador.

Restauração do Palácio dos Campos Elíseos

O Palácio foi inaugurado em 1899 e pertencia ao cafeicultor e político Elias Pacheco Chaves. A residência de 4 mil m² e quatro andares, localizada na Avenida Rio Branco, tornou-se conhecida por seu mobiliário e decoração, que trazia o que havia de mais sofisticado no mundo à época.

Foi sede do governo estadual de 1912 a 1965 e, mais recentemente, abrigou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, que lá permaneceu até 2006. Desde então, o local está desocupado.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura, promoveu a recuperação, restauro, conservação e requalificação do interior do Palácio. A obra teve duração de quatro anos, entre 2013 e 2017, e investimento de cerca de R$ 20 milhões. O espaço também recebeu adequação às exigências legais de acessibilidade e segurança. Com o Centro de Referência, o governo e o Sebrae-SP esperam contribuir para a revitalização dessa região do centro da capital.

A inauguração dos espaços será feita em mais de uma etapa. Em outubro, serão abertas as áreas de atendimento e capacitação, a Residência dos Empreendedores (ambiente de coworking) e a incubadora de projetos. A partir de 2018, estarão em funcionamento a Casa Histórica, o MidiaLAB e espaço para exposições e desfiles. O projeto respeitará a arquitetura e a história do local e também prevê a criação de um espaço colaborativo.

***
Com informações do Portal do Governo do Estado de S.Paulo.