No Festival do Clube de Criação, futuro, inteligência cognitiva e diversidade mobilizaram os debates - São Paulo São

No último fim de semana estendido, 16, 17 e 18, importantes profissionais do mercado publicitário nacional e internacional se reuniram para mais um Festival do Clube de Criação, considerado um dos principais eventos de comunicação e criatividade da América Latina.

O evento aconteceu na Cinemateca Brasileira e reuniu as principais figuras da publicidade brasileira, como Ana Cortat, Susan Credle, Washington Olivetto, Joanna Monteiro, Márcio Oliveira, Ana Castelo Branco, Gal Barradas, André Pedroso, Ricardo Figueira, Rodrigo Jatene, Wilson Mateos, Bruno Souto entre outros.

Foram três dias intensos de atividades, envolvendo debates e palestras, além de workshops, revisão de portfólios de jovens profissionais e estudantes, e exibição das peças premiadas no 42º Anuário do Clube de Criação, que marca os 42 anos da entidade.

A 6ª edição em 2017 abriu suas portas para a tecnologia. Da que está à mão – o smartphone – até aquela que tem desafiado empreendedores e líderes globais atentos aos desdobramentos do conhecimento científico: a inteligência artificial.

Apesar da predominância da presença masculina no mercado de propaganda, as mulheres estiveram presentes nas mesas de debate e, este ano, o tema da inclusão de gênero ganhou grande relevância a partir de novas discussões e novos olhares.

No sábado, a mesa “Inclusão de gênero e diversidade na propaganda” contou com a participação de Neon Cunha, Ana Cortart, Maíra Liguori e Samantha Almeida, através de uma conversa que poderia se estender por todo o tempo do evento.

O tema também ganhou espaço na discussão sobre flexibilidade de horário nas agências “24/7: como melhorar o dia a dia dos profissionais do mercado publicitário”, gerando um debate entre os participantes sobre as diferenças entre mulher e homem no mercado, principalmente na conciliação das vidas profissional e pessoal.

O painel 24/7: como melhorar o dia a dia dos profissionais do mercado publicitário discutiu excesso de trabalho, ansiedade e papel dos líderes. Foto: Eugênio Goulart.O painel 24/7: como melhorar o dia a dia dos profissionais do mercado publicitário discutiu excesso de trabalho, ansiedade e papel dos líderes. Foto: Eugênio Goulart.

O lançamento oficial do 41º Anuário, que reúne os melhores trabalhos de 2016, encerrou o primeiro dia do Festival do Clube 2017. O conceito “Nada nasce pronto”, criado por Mariana Sá, diretora de criação da área de publicidade da TV Globo, traça um paralelo entre o início do desenvolvimento do projeto gráfico do Anuário - que muda a cada edição - e a hora do parto de uma criança.

O 41º Anuário tem fotos de Paulo Mancini e design gráfico de Lorena Moreira. Foto: Divulgação.O 41º Anuário tem fotos de Paulo Mancini e design gráfico de Lorena Moreira. Foto: Divulgação.


No domingo, Laís Bodanzky, Denise Fraga, Deborah Vasques, Daniela Mignani e Joanna Monteiro, debateram a “Revolução pós-gênero: novas identidades e espaços para diferenças”, trazendo o enfoque também para a área de produtoras, TV e cinema.

Na segunda-feira, duas mesas especiais - “Nem rosa, nem azul: moda sem gênero” e “Lentes femininas no comando” - contaram com grandes nomes como Alexandre Herchcovitch, Susana Barbosa, Walério Araújo, Carolina Jabor, Juliana Vicente e Vera Egito.

Debate com Daniela Mignani, Deborah Vasques, Laís Bodanzky e Denise Fraga moderado por Joanna Monteiro. Foto: Mauricio Machado.Debate com Daniela Mignani, Deborah Vasques, Laís Bodanzky e Denise Fraga moderado por Joanna Monteiro. Foto: Mauricio Machado.Este ano, os convidados internacionais também ganharam destaque. A palestra “Generosity” contou com a Global Chief Creative Officer da FCB New York, Susan Credle trazendo o seu olhar sobre as novas dinâmicas no mercado de trabalho publicitário (foto de capa desta matéria). Antes de encerrar com um "obrigada" em português, ela reforçou: “Seja generoso consigo mesmo e com os outros. Seja presente. Inspire as pessoas”.

O Creative Lead do Facebook New York, Ji Lee, em sua palestra “O poder transformador dos projetos pessoais” apresentou o case emocionante do perfil @drawings_for_my_grandchildren (Instagram). Destaque também para a palestra “From Dilma to Donald: algumas coisas que aprendi trabalhando fora” com o Group Creative Director da FCB New York, Gabriel Schmitt, que despertou grande interesse dentre os participantes.

Paul Li, Neurocientista e Professor das Universidades de Stanford e Berkeley, falou sobre “The future of cognitive science & why it matters to you” e deixou a plateia entusiasmada com as tecnologias que já estão em teste no cenário da Inteligência Artificial.

O Festival recebeu um público de aproximadamente quatro mil pessoas, nos três dias. Foto: Livia Dias.O Festival recebeu um público de aproximadamente quatro mil pessoas, nos três dias. Foto: Livia Dias.O evento ainda contou com workshops, papos com os palestrantes nos jardins da Cinemateca, praça de alimentação com food trucks e apresentação de portfólios de trabalhos de publicitários iniciantes para criativos seniores. Os participantes do festival puderam prestigiar também a exposição shortlist do 42o Anuário do Clube, além, claro, da grande premiação deste ano.

Saiba mais sobre o evento e confira os vencedores através do portal oficial http://www.clubedecriacao.com.br

***
Por Jaqueline Juns. Colaborou Lívia Dias.