Campanha se inspira em placas de “vende-se” para pedir doações de sangue. - São Paulo São

Projeto foi criado pelos publicitários Mateus Oliveira, Vinicius Sakamoto e Rafael Rodrigues. O que você faria se visse por aí um carro – ou qualquer outra coisa – com uma placa dizendo “doa-se”, em vez de “vende-se”? É bem provável que chegaria mais perto, só para ver do que se trata, não?

Agora, imagine a seguinte situação: algum parente ou amigo seu sofre um acidente e precisa de uma transfusão de sangue. O problema é que os estoques dos bancos de sangue brasileiros vivem, literalmente, no vermelho, já que segundo a Fundação Pró-Sangue, menos de 2% da população faz doações regulares -, o que faz com que as entidades peçam que você e outras pessoas colaborem.

Foi de tanto ver amigos pedindo doações de sangue para ajudar pessoas próximas que os publicitários Mateus Oliveira, Vinicius Sakamoto e Rafael Rodrigues resolveram ir um pouco além da doação de sangue e doaram um pouco de criatividade com a criação da campanha 'DOA-SE'.

Basicamente o que eles fizeram foi trocar as placas de VENDE-SE em carros por DOA-SE, atraindo olhares curiosos. Quando nos aproximamos da mensagem, entendemos que é um convite à campanha de doação de sangue, com o  o contato do hemocentro mais próximo.

“O desafio é engajar as pessoas a doarem sangue e colaborarem também na divulgação, colando a placa em seus carros”, explica Vinicius. “Com DOA-SE, esperamos contribuir para o crescimento do número de doadores no país, que ainda é bem abaixo do recomendado”, alerta Mateus.

Ah, e caso você esteja se perguntando, o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é que o percentual de doadores de sangue regulares fique entre 4% e 5% da população. Uma média tão baixa e nem isso conseguimos fazer…

Assista o filmete: https://youtu.be/pTol-ttD0sc

Por  no Brainstorm9