15 cruzamentos pelo mundo com incríveis intervenções de arte urbana - São Paulo São


Em muitas cidades ao redor do mundo, faixas de pedestres estão sofrendo intervenções como forma de atrair a atenção dos pedestres e proporcionar mais arte para as cidades. A partir das imagens mais comuns de diferentes lugares, o Plataforma Urbana fez uma seleção de 15 dos melhores. 

1. Baltimore, Estados Unidos.

pasos-peaton-Marylanpasos-peaton-Marylan

Durante o ano de 2013, o Escritório de Promoção e as Artes de Baltimore (BOPA) convidou artistas locais para projetar o que poderia ser feito nas faixas de pedestres para tornar mais especial a experiência de passear pelo centro da cidade. Entre os artistas, o pintor Paul Bertholet, propôs que as linhas brancas típicas fossem transformados em um enorme ziper que foi aplicado no cruzamento das Ruas Fayette e Eutaw.


2. Zurique, Suiça.

pasos-peaton-Zurichlpasos-peaton-Zurichl

Zurichfest é o maior festival público da Suíça e conta com a participação de empresa públicas e privadas. No cruzamento foi produzida uma imagem, utilizando a faixa, colocada em frente a um McDonald local, para edição de 2010 do festival.


3. Winston-Salem, Estados Unidos.

pasos-peaton-Norte-Californiapasos-peaton-Norte-California

Roadsworth é um artista urbano que promove intervenções em lugares públicos para chamar a atenção para as demandas dos cidadãos (como a exigência de ciclovias ) e o faz com desenhos provocantes. Em Winston-Salem, ele decidiu que a faixa em direção ao Centro de Arte Contemporânea, da cidade deveria ser um dominó.


4. Baltimore, Estados Unidos.

pasos-peaton-Baltimortpasos-peaton-Baltimort

Um segundo cruzamento no centro de Baltimore, cuja intervenção foi feita a convite das autoridades foi localizado perto do Teatro Everyman. Seu design Graham Coreil -Allen, sugere no cruzamento, passos de zebra e que as quatro faixas pareçam um tabuleiro de xadrez para que a cidade seja vista como um local de entretenimento.

5. Bisqueque, Quirguistão.

pasos-peaton-Kyrgyzstanpasos-peaton-Kyrgyzstan

O que se sabe deste cruzamento é um pouco vago, embora a fotografia tenha sido amplamente compartilhada nas redes sociais. No entanto, foi possível saber que o autor é Begimai Sataeva, estudante de jornalismo na Universidade Americana da Ásia Central e integrante do Shapers Global, que desenvolve projetos relacionados as questões sociais de urbanização Bisqueque, o que inclui faixas de pedestres em 3D.

6. Osaka, Japão.

pasos-peaton-Osakapasos-peaton-Osaka

Um dos mais famosos cruzamentos de pedestres do mundo é da Abbey Road, em Londres, onde os Beatles foram fotografados para a capa de um de seus álbuns. Seguindo esta idéia, a série de personagens do cartunista Charlie Schulz, foi aplicada numa faixa de pedestres de Osaka.

7. Miami, Estados Unidos.

pasos-peaton-CarlosDiez1pasos-peaton-CarlosDiez1

Carlos Cruz-Diez é um dos principais expoentes da arte cinética no mundo e ele utiliza diversos meios de comunicação, tais como grandes instalações em espaços públicos, exposições em museus e até mesmo na moda. Com 91 anos, o trabalho deste venezuelano continua a alcançar muitas partes do mundo. Em Miami, participou da Bienal da cidade e no Distrito de Wynwood Arts ( WADA) produziu uma intervenção no cruzamento da NW 2nd Avenue com a 25th Street dando a impressão de que as faixas estão se movendo.


8. Montreal, Canadá.

pasos-peaton-huella-Montrealpasos-peaton-huella-Montreal

Como o cruzamento de dominó feitos em Winston-Salem, este sapato/faixa também tem a assinatura de Roadsworth, que começou a pintar as ruas da cidade em 2001. com ele, esta intervenção é a sua favorita porque "à primeira vista, um pedestre pode nem perceber que há algo diferente ao passar pela faixa e eu sempre gostei do aspecto subliminar desse tipo de arte urbana".


9. Vancouver, Canadá.

pasos-peaton-Vancouverpasos-peaton-Vancouver

Em março de 2013, dias antes da Parada do Orgulho Gay, várias faixas de pedestres de Vancouver foram pintadas com as cores do arco-íris, as mesmas da bandeira LGBT . Este cruzamento foi o primeiro a ser aberto, a como lembrou Spencer Chandra Herbert, integranre da Assembléia Legislativa de British Columbia:" faz sentido para fazer história, um pouco de cor." A importância da celebração deste dia tem a ver com o fato de que foi em Vancouver, que primeiras manifestações em defesa dos direitos das minorias sexuais aconteceu. Além disso, a marcha existe há 35 anos e é uma das cinco maiores do mundo.


10. Varsóvia, Polônia.

crossings_8bcrossings_8b

Para comemorar o aniversário de 200 anos do pianista Frederic Chopin, em 2010, o Escritório de Promoção de Varsóvia e o Departamento de Desenho Industrial da Academia de Belas Artes lançaram um concurso para comemorar o músico pela cidade. Uma das idéias vencedoras foi de Helena Jankiewicz  e Klara Czernek que transformaram a faixa em teclado de piano.


11. Santiago, Chile.

Fuente: Hecho en Casa.Fuente: Hecho en Casa.

Na segunda edição do Festival de Intervenções Urbanas local, em 2013, um dos convidados a participar foi o canadense Roadsworth. Na ocasião, ele pintou em três lugares da cidade: do lado do Mercado Central, em Quinta Normal e na Plaza Italia. Nesta última área, produziu uma faixa de pedestres com as formas da cruz andina Mapuche, que ao longo do tempo, deixou de ser usada.


12. Bristol, Reino Unido. 

Fuente: WebUrbanist.Fuente: WebUrbanist.

Nos arredores do Paintworks Event Space há cruzamentos em formato de zebra, mas também podem ser encontrados pinturas de pinguins, tigres e pelicanos.


13. Mataró, Espanha.

crossings_3crossings_3

Como parte de uma campanha de segurança rodoviária, a cidade de Mataró e a Agência de Publicidade Contrapunto, produziram faixas de pedestres coloridas, diferentes das linhas brancas tradicionais.


14. Oakland, Estados Unidos.

diagonal-crosswalks-01diagonal-crosswalks-01

No bairro chinês de Oakland, não só faixas de pedestres foram pintadas, mas também semáforos, que agora tem 15 segundos adicionais para pertimir a passagem dos pedestres. Além disso, como a área é bastante usada para as travessias foram pintadas duas faixas diagonais. O desenho foi feito pelo artista Roby Deb.


15. Setsuan, China. 

Cruce 3D ChinaCruce 3D China

Na cidade de Setsuan, também há uma faixa de pedestres em 3D diferente, na medida em que incorpora as cores amarelas e azuis, o que realmente chama a atenção dos motoristas.

***
 no ArchDaily.