No centro, Projeto Italia Per San Paolo recupera e devolve restaurada a Praça Ramos de Azevedo - São Paulo São

Serão entregues neste sábado, 16 de dezembro, as obras de revitalização da Praça Ramos de Azevedo, realizadas no âmbito do Projeto Italia Per San Paolo.

Durante mais de meio século, os italianos foram responsáveis pela construção de grandes prédios e monumentos na cidade de São Paulo e vão restaurar alguns desses ícones da cidade. Para isso foi criado o projeto Italia Per San Paolo – Monumentando e Restaurando a Cidade, cujas ações foram idealizadas pela Embaixada da Itália, pelo Consulado da Itália em São Paulo e pela Italian Trade Agency (ITA).

Com a iniciativa, além da Praça, um dos mais importantes ícones arquitetônicos da cidade - serão restaurados outros locais na Zona Sul e Oeste. A Praça Ramos de Azevedo contém um rico conjunto escultórico, todo realizado na Itália e composto por elementos ligados a personagens das óperas de Carlos Gomes, cuja estátua figura no nível mais alto do monumento.

Um dos mais belos monumentos da cidade, a ‘Fonte dos Desejos' - presente da comunidade italiana à cidade de São Paulo e ao Brasil, por ocasião do primeiro centenário da independência - e a praça receberão benfeitorias como reposição de pedras, troca de mármores, iluminação, troca de bancos, instalação de wi-fi e novo paisagismo. 

Quase 100 anos depois de sua inauguração, novos representantes da comunidade italiana, que fez de São Paulo uma pequena Itália, devolverão aos paulistanos um de seus espaços mais ricos de história.  

A história da Praça

Teatro Municipal e Praça Ramos de Azevedo, 1911. Foto: São Paulo Antiga, Teatro Municipal e Praça Ramos de Azevedo, 1911. Foto: São Paulo Antiga,

A obra mais conhecida do arquiteto Ramos de Azevedo fica na Praça Ramos de Azevedo, evoca o nome de Ramos de Azevedo, mas não é do arquiteto Ramos de Azevedo. A obra em questão, o Teatro Municipal, foi projetada pelo italiano Domiziano Rossi, que trabalhava no escritório de Ramos de Azevedo. Nem por isso Francisco de Paula Ramos de Azevedo (1851-1928) deixou de se envolver profundamente no empreendimento, executado por encomenda do prefeito Antônio Prado e inaugurado em 1911. Ele até montou uma tenda no local, para acompanhar pessoalmente os trabalhos, em nome do escritório de engenharia e arquitetura que comandava.

Em 1922, a comunidade italiana residente em São Paulo inaugurou na praça, em frente ao Theatro Municipal, um conjunto de esculturas, em homenagem ao compositor brasileiro de óperas, Carlos Gomes. A entrega das peças fazia parte das comemorações do centenário da Independência do Brasil. O “Monumento a Carlos Gomes”, como ficou conhecido, de autoria do escultor italiano Luigi Brizzolara, foi colocado na fonte que já existia no local, desde a inauguração do Theatro Municipal, em 1911. As 12 obras, feitas em mármore, bronze e granito e executadas na Itália, pela oficina Camiani e Guastini Fonderia Artística in Bronzo, representam a música, a poesia, além de alguns dos principais personagens das canções do artista.[

O Projeto Italia Per San Paolo

Praça Ramos de Azevedo. Imagem: Italia Per San Paolo.Praça Ramos de Azevedo. Imagem: Italia Per San Paolo.A parceria com empresários ligados à comunidade italiana irá recuperar importantes locais da cidade. As melhorias serão feitas nas praças Ramos de Azevedo, no Centro histórico da capital paulista, na Cidade de Milão, na Zona Sul, e na Imigrante Italiano, na Zona Oeste. As ações foram idealizadas pela Embaixada da Itália, pelo Consulado da Itália em São Paulo e pela Italian Trade Agency (ITA), que possibilitaram os contatos entre a Prefeitura e as empresas.

Os imigrantes italianos foram responsáveis pela construção de grandes prédios e monumentos na cidade que ajudaram a construir. Desta forma, foi firmada a parceria entre empresários em revitalizar monumentos importantes da cidade, historicamente ligados à Itália ou sua comunidade.

Participam da iniciativa as empresas e representantes da comunidade italiana local: Comolatti, Geodata, Luigi Bauducco, Pirelli, Sandra Papaiz, Prysmian, Tim, Enel, Grupo Gavio, BCF Solutions, Graziella Matarazzo Leonetti, Andrea Matarazzo, GM Venture, IED, Colégio Dante Alighieri, Intesa Sanpaolo, Magnetti Marelli, Lia Bridelli, Azimut, Papaiz Participações, Tozzini Freire e Zaraplast.

A história e todo o processo de restauro e revitalização poderão ser acompanhados pelo site www.italiapersanpaolo.com.br

***
Da Redação.