Pinacoteca oficializa a conquista de novo prédio que sediará a Pina Contemporânea - São Paulo São

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, oficializou ontem, dia 13 de junho,a conquista do complexo arquitetônico onde funcionará a Pina Contemporânea, terceiro edifício da instituição voltado para exposições de obras das últimas décadas, oficinas, programação cultural e promoção de atividades que integrem o entorno do museu com o novo edifício.

“Este é um importante momento da história da Pinacoteca, uma nova oportunidade para – conforme nossa missão – promover a experiência do público com a arte, estimular a criatividade e a construção de conhecimento”, comenta Jochen Volz, diretor geral da Pinacoteca. “Após uma longa negociação, que permeou diversas administrações da Secretaria e da Pinacoteca, hoje temos a oportunidade de oficializar a transferência deste novo edifício. Há tempos a Pinacoteca ansiava por mais espaço para expandir sua coleção e aprofundar sua programação pública, sobretudo enfatizando sua relação com os moradores e entorno dos bairros da Luz e do Bom Retiro”, completa Volz.

Os planos de expansão da Pinacoteca remontam à gestão de Marcelo Araújo no museu. O terreno do colégio, com cerca de 7 mil m², pertencia à Secretaria de Educação do Estado antes de ser passado à Secretaria de Cultura. Para o novo espaço, a Pinacoteca planeja adaptações e reformas, investindo inicialmente algo em torno de R$ 5 milhões, que virão de recursos já existentes do museu e verba captada junto à iniciativa privada.

Área interna da nova unidade da Pinacoteca na Luz. Foto: Caio Raposo / Divulgação.Área interna da nova unidade da Pinacoteca na Luz. Foto: Caio Raposo / Divulgação.

O novo espaço está localizado a 50 metros do edifício da Pina Luz, na Avenida Tiradentes, esquina com a Rua Ribeiro de Lima, em um terreno contíguo ao Parque da Luz. O local sediou, até 2014, o Grupo Escolar Prudente de Moraes, hoje ocupando novas instalações no mesmo bairro, e agora será formalmente cedido pelo Governo do Estado de São Paulo ao museu. O complexo possui ao todo 6908 metros quadrados, com 3190 metros de área construída, e foi originalmente projetado pelo Escritório Ramos de Azevedo, que também assina os outros dois edifícios da Pinacoteca. Após incêndio ocorrido em 1930, foi substituído, em 1950, por um edifício projetado por Hélio Duarte, importante arquiteto modernista. Com o termo de uso em mãos será feito, no segundo semestre de 2018, um convite a arquitetos aptos a realizar o projeto e a adequação do edifício. Em 2019, será executado um plano de captação de recursos para as obras.

Da esquerda para a direita: José Olympio Pereira, Presidente do Conselho de Administração da APAC; Patrícia Penna, secretária-adjunta da Cultura do Estado; Romildo Campello, secretário da Cultura do Estado; Jochen Volz, Diretor Geral da Pinacoteca e Regina Ponte, coordenadora da unidade de Museus da Secretaria da Cultura do Estado. Foto: Joca Duarte.Da esquerda para a direita: José Olympio Pereira, Presidente do Conselho de Administração da APAC; Patrícia Penna, secretária-adjunta da Cultura do Estado; Romildo Campello, secretário da Cultura do Estado; Jochen Volz, Diretor Geral da Pinacoteca e Regina Ponte, coordenadora da unidade de Museus da Secretaria da Cultura do Estado. Foto: Joca Duarte.

O evento, que contou com uma fala em vídeo do Governador Márcio França e com a presença do Secretário da Cultura do Estado de São Paulo, Romildo Campello, do Presidente do Conselho de Administração da Associação Pinacoteca Arte e Cultura – APAC (Organização Social responsável pela Pinacoteca – Luz e Estação e Memorial da Resistência) e do Diretor Geral da Pinacoteca Jochen Volz, marcou a transferência do edifício para a Pinacoteca de São Paulo.

“O novo espaço da Pinacoteca irá aprimorar a experiência do público, que sempre encontrou uma instituição de qualidade e com abertura para diversas expressões artísticas no prédio da Pina Luz. Esperamos que esse novo espaço traga visitantes de todo o estado para São Paulo e represente o início de uma nova fase ainda mais bem-sucedida para a Pinacoteca”, comenta Romildo Campello, secretário da Cultura do Estado de São Paulo.

***

Da Redação, com informações de Thais Gouveia da Pinacoteca.



-->