Avenida Paulista poderá ser aberta aos domingos para todos, definitivamente - São Paulo São

User Rating: 0 / 5


O prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou nesta terça­feira (18) que a avenida Paulista, na região central de São Paulo, "provavelmente" será fechada aos veículos todos os domingos – de forma definitiva – a partir do dia 30.
 
Um primeiro teste de fechamento ocorreu no final de junho. Neste próximo domingo (23), a via será fechada completamente pela segunda vez, sob duas justificativas:
 
1) Nesse mesmo dia (23) será inaugurada a ciclovia da av. Bernardino de Campos, que ligará a Paulista e a rua Vergueiro, no Paraíso (zona sul);

2) a CET pediu um segundo e último teste para a tomada da decisão final sobre o fechamento em definitivo da avenida, mas, conforme indicou o prefeito, essa decisão já está tomada. "É provável [fechamento definitivo já no dia 30]. Quem vai decidir é a CET [Companhia de Engenharia de Tráfego, órgão da prefeitura]", disse Haddad, durante reinauguração do Teatro Municipal Arthur Azevedo na Mooca (zona leste).

"Os estudos técnicos estão completos, mostram que é benéfico para a cidade. Vai ser feito um segundo teste [neste domingo]. A CET pediu um segundo e último teste para a tomada da decisão final. Se tudo funcionar como previsto, a decisão será tomada no sentido de abrir para a população", disse Haddad.

Segundo o prefeito, a CET consultou hospitais, clubes e condomínios da região, que não se opuseram ao fechamento. Levantamento da Folha mostrou que a maioria dos hospitais da Paulista não se opõe à medida.

A associação que reúne empresas e comerciantes locais vê com ressalvas o fechamento da avenida Paulista todos os domingos. A Paulista fechada a veículos e aberta a pedestres e ciclistas pela primeira vez no dia 28 de junho, durante inauguração de uma ciclovia na avenidas.
 
Mirantes
 
No próximo domingo, a prefeitura vai inaugurar dois mirantes na região da avenida Paulista. Os mirantes foram cedidos a empresários para obras de revitalização. Um deles, que fica em uma rua atrás do Masp, terá vista para a avenida Nove de Julho. Terão restaurantes, cafés e bicicletários.

Leandro Machado na Folha de S.Paulo.