São Paulo testa ônibus elétrico da chinesa BYD - São Paulo São


A primeira unidade veicular do ônibus elétrico fabricado pela montadora chinesa BYD (Build Your Dreams), com sede na província de Pingshan, Shenzhen na China, realiza testes na capital, operado pela Ambiental Transportes, na Linha 3160 (Terminal Parque Dom Pedro II – Terminal Vila Prudente). Durante a virada sustentável, no último final de semana, o veículo foi apresentado à população. 

Dotado de piso baixo (“Low Floor”) o coletivo elétrico "e6" possui também em seu projeto as caracteristicas de operar com o uso de energia própria, baseado numa tecnologia usada com sucesso no mercado exterior, incluindo a Europa e América do Sul.

"Nosso ônibus elétrico é uma verdadeira obra-prima como alternativa no campo de transporte urbano e sem prejudicar a natureza" – destaca Tom Zhao, gerente geral da BYD PV. 

O veículo tem 12 metros de comprimento. Pode transportar confortavelmente 31 passageiros sentados e tem amplo salão interno.  A unidade com propulsor elétrico de 160 kW, especialmente projetada para transporte de passageiros no meio urbano circula com suspensão pneumática controlada eletronicamente, tem ar condicionado ecológico e excelente operacionalidade no embarque e desembarque com suas amplas portas.




O pára-brisa dianteiro ocupa 2/3 da face frontal do onibus, o que garante uma visualização máxima e segura. Além disso, todas as informações estão no computador de bordo. 

O ônibus tem autonomia para rodar 250 km com uma única carga. Pode operar no sistema urbano carregado completamente durante 3 horas (com dois carregadores diferentes). A recarga da bateria é feita na garagem, por um período de quatro horas. Sua largura é de 2.50 m e altura de 3.20 m. As portas do coletivo possuem o sistema "footplates" - que facilita a entrada e saída de passageiros especiais que necessitem de acesso com cadeira de rodas.

A BYD, especializada na fabricação de baterias, veículos híbridos e elétricos, investe R$ 200 milhões na construção de sua primeira fábrica na América Latina, que está sendo construída em Campinas, no interior de São Paulo.

Com informações do Viatrolebus