Vila dos Idosos é moradia modelo para 3ª idade em São Paulo - São Paulo São

Não é um asilo e sim um grande centro de convivência e moradia para idosos. Fica no Pari, no centro da capital paulista.

Assim é a Vila dos Idosos, que tem mais de 8 mil m² de área construída e é o primeiro projeto de locação social voltada para os idosos, bancado pela Prefeitura de São Paulo. Resultado de 12 anos de luta de idosos, profissionais e entidades que trabalham em prol da moradia, ela foi inaugurada no dia 19 de agosto de 2007.

De lá pra cá são 175 moradores, que habitam 145 unidades, sendo 55 apartamentos de 1 quarto, sala, cozinha e banheiro e 90 quitinetes.

Hoje a Vila funciona com 4 seguranças: dois durante o dia e dois durante a noite.

Moradora antiga

A aposentada Neide Duque Silva – foto acima, no espelho d’água da Vila dos Idosos – conversou com o Jornal da 3ª Idade.

Ela é uma das mais importantes lideranças do movimento de moradia da capital, que lutou pela Vila de onde é moradora desde a inauguração. Neide trabalhou durante muitos anos nos bastidores da Cultura e das Artes, é conselheira municipal do GCMI- Grande Conselho Municipal do Idoso de São Paulo e membro do GARMIC- Grupo de Articulação para Moradia de Idosos da Capital.

Ela conta que que está na Vila desde 2007 e que o projeto de locação social é modelo pra todo o Brasil.

Novos moradores se encontram na Vila dos Idosos, em São Paulo. Foto: Carolina Iskandarian / G1.

Como fazer parte

Pra fazer parte do projeto, os interessados tem que se inscrever na Cohab. A lista é feita e acompanhada éla GARMIC, organização de idosos que luta por moradia e que busca junto ao poder público e a instituições da sociedade civil a criação de políticas públicas para a população idosa de baixa renda, em São Paulo.

Dona Neide explica que a Vila dos Idosos é voltada exclusivamente para pessoas com mais de 60 anos, que tenham uma renda comprovada de até três salários mínimos.

As pessoas pagam aluguel e condomínio – ainda que subsidiado – muito menores que os valores de mercado, mas que são compromissos que não podem ser abandonados, como em qualquer condomínio.

Vila dos idosos tem espelho d´água e jardim. Foto: Carolina Iskandarian / G1.

Custo

A pessoa idosa paga 10% do seu rendimento. Se ela ganha um salário mínimo, que hoje é de R$880,00 ela vai pagar R$88,00. E isso vale para todos, até três salários mínimos.

O condomínio é R$35,00. Na locação social não é o valor do imóvel no mercado o mais importante. É o valor da aposentadoria do idoso e as suas necessidades nessa fase da vida, depois de ter contribuído por muitos anos com seus impostos e o seu trabalho.

“A Vila dos Idosos não é um asilo nem uma casa de repouso é um projeto de locação social”, salienta dona Neide. Tanto não é uma casa de repouso que os moradores tem contrato com a Prefeitura de São Paulo, que é renovado a cada 4 anos.

A aposentada explica: “Nosso direito é de usufruto. O idoso mora a vida inteira, mas não é propriedade de ninguém. Assim após um falecimento é aberta uma nova vaga para quem está na fila de espera. No caso de apartamento de ocupação dupla, fica garantida a continuidade de quem já compartilhava.”

Recentemente,  profissionais da Defensoria Pública de São Paulo, da Secretaria Municipal de Habitação, da Prefeitura de São Paulo e da COHAB - Companhia Metropolitana de Habitação fizeram uma audiência pública no local pra esclarecer o que é uma locação social e tirar dúvidas dos moradores sobre o condomínio.

O encontro com o tema “A locação social como forma de efetivação do direito à moradia” fez parte da programação da Defensoria Pública de São Paulo, na Semana Nacional de Defesa do Direito à Moradia.

Onde fica

Vila dos Idosos - Av. Carlos de Campos, 840, no antigo bairro industrial do Pari - São Paulo.

***

Com informações do Jornal da 3ª Idade e Prefeitura de São Paulo.