Projeto Memórias quer dar vida a histórias cativantes de desconhecidos e aproximar pessoas - São Paulo São

O projeto Memórias chegou para mostrar histórias de pessoas e lugares de uma maneira mais próxima do real. Em um mundo onde as histórias de pessoas comuns são reduzidas a poucos caracteres, uma dupla de publicitários, com passagens por grandes Agências de publicidade da cidade, se uniu para fundar um veículo independente que conecta criadores de conteúdo diretamente com histórias verdadeiras e as divulga através das plataformas digitais, HQ, fotografias e conteúdos em série.

A série Abismo

Para lançar o projeto, foi criada a série Abismo que apresenta as memórias de moradores de rua da cidade de São Paulo. A intenção é preencher uma lacuna neste tipo de discussão praticamente ausente das mídias tradicionais e aprofundar o tema sobre os despossuídos. “Tudo começou pela graphic novel. Após escrever um roteiro em um curso, para abordar o tema de uma maneira diferente resolvemos criar um documentário - previsto para ser lançado em meados de julho - e desde então a série de histórias foi se expandindo”, conta Ricardo André, um dos idealizadores do projeto.

José e Ricardo. Foto: Divulgação.José e Ricardo. Foto: Divulgação.


Isabele e Fabricio. Foto: Divulgação.Isabele e Fabricio. Foto: Divulgação.

A equipe por trás da série Abismo

Para aproximar as pessoas dessas narrativas, a dupla convidou diversos profissionais multidisciplinares de várias regiões do país. “Após botar tudo no papel, tínhamos o dever de fazer acontecer. Reuni alguns amigos, contei sobre o projeto e formamos uma equipe. Uma produtora de Caruaru, em Pernambuco, que se interessou pelo projeto e hoje é nossa maior parceira. O quadrinista convidado também é pernambucano, ele abraçou o projeto e tem feito bonito”, explica Roney Lúcio um dos criadores do projeto. Além deles, a série vem conquistando apoio nas redes sociais. “O processo de trabalho do Projeto Memórias é diferente. Primeiro envolve toda a equipe de forma transparente e os incentiva a buscar novas histórias e narrativas cativantes e com potencial para transformar”, conta Ricardo André também idealizador.

Graphic Novel

HQ do projeto. Imagem: Divulgação.HQ do projeto. Imagem: Divulgação.A Graphic Novel Abismo tem como base as memórias de moradores de rua da cidade São Paulo. Suas histórias mostram, segundo os idealizadores, que apesar do abismo social entre eles e pessoas que levam uma vida aparentemente comum, a busca da felicidade é algo inerente ao ser humano e isso os aproxima. O objetivo do livro é mostrar e dar voz a essa camada da sociedade, pessoas que passam despercebidas, como se fossem parte da paisagem e ignoradas, e de alguma forma gerar maior consciência sobre o assunto.

Documentário 

Roney e Ricardo os idealizadores do projeto. Foto: Divulgação.Roney e Ricardo os idealizadores do projeto. Foto: Divulgação.


Marco Antonio Rodrigues. Foto: Divulgação. Marco Antonio Rodrigues. Foto: Divulgação.

A rotina diária, as dificuldades nas ruas e o que levou os moradores até aquela situação são os eixos do documentário de longa-metragem Abismo (desenvolvido dentro do Projeto Memórias). O documentário traz uma abordagem diferente do tema, buscando apresentar as diferenças e estilos de vida de três tipos de moradores de rua: aqueles que vivem em bairros comerciais, os que vivem em bairros residenciais e até mesmo aqueles que estão instalados em bairros turísticos de São Paulo.

O documentário conta com o apoio dos colaboradores do projeto. Será lançado juntamente com a campanha de crowdfunding da graphic novel, que será usada para financiar não só a produção da HQ mas também a sua versão completa do filme.

Teaser do documentário e acesso ao canal no Youtube: https://www.facebook.com/oprojetomemorias/videos/1669557540015091/

Nas redes sociais

Imagens do Instagram do Projeto. Reprodução.Imagens do Instagram do Projeto. Reprodução.“Buscamos apresentar detalhes das produções como making of, o dia a dia da equipe nas ruas e como anda o processo de criação da graphic novel e outros materiais”, afirma Roney Lucio. Nas redes sociais o Projeto Memórias ainda busca o diálogo com seu público por meio da apresentação de algumas histórias e casos que precisam ser discutidos, além de tentar levar ajuda para as pessoas em situações de rua.

Para acompanhar o trabalho dos paulistas, você pode acessar as redes sociais, Facebook e Instagram onde encontra materiais exclusivos: https://www.facebook.com/oprojetomemorias e www.instagram.com/oprojetomemorias

O Memórias quer ir longe

O projeto quer mostrar culturas e pessoas diferentes de todos os lugares. A curto prazo tem planos para incluir o Rio de Janeiro e já estão formando equipe na capital carioca para uma nova série. Esse será o primeiro núcleo fora de São Paulo. Além de apresentar as histórias, o projeto propõe um diálogo acerca dos fatos apresentados em forma de HQ, documentário e discussões vindas das redes sociais. “Não queremos apresentar um talk show mas sim dar espaço para que pessoas em situação de rua possam se expressar, já que ninguém tem tempo para dispor alguns minutos de suas vidas e dar atenção. Queremos ser essa ferramenta“, dizem os idealizadores.

Que prospere e consiga promover debates, dar voz àqueles que estão à margem da sociedade para que consigam um lugar ao sol.

O site do projeto: http://projetomemorias.com.br