Alguns lugares do Morumbi que merecem uma visita - São Paulo São

Quando se trata da região do Morumbi, é comum fazermos aquela imagem de um lugar meio isolado, de difícil acesso e onde não há muito o que fazer. Ainda assim, e talvez justamente por essa impressão de ser uma aparente realidade distante, a região vale a “viagem” por abrigar algumas boas atrações que ajudam a contar a história da cidade. Confira as sugestões selecionadas pelo blog Passeios Baratos em SP e se deixe surpreender por esse outro lado da cidade.

Casa da Fazenda

Poucos sabem que a Casa da Fazenda foi uma das primeiras construções que deram origem ao que mais tarde seria o bairro do Morumbi. O fato dela estar em um lugar de passagem faz com que toda a sua importância histórica, às vezes, não seja suficiente para chamar a atenção dos que passam por ali sem tempo, ou curiosidade, de reparar em seus detalhes antigos. Construída em 1813 pelo padre Antônio Feijó, regente do Império, a casa foi sede da primeira fazenda de chá do Brasil e, o seu terreno, foi um presente do então imperador D. João VI ao produtor inglês John Maxwell Rudge. 

Abandonada por muitos anos, até ser restaurada e reinaugurada em 1999, é hoje tombada pelos órgãos de preservação da cidade e do estado de São Paulo, tanto pelo seu valor histórico quanto pela técnica construtiva da época, a taipa de pilão. Oferece seus espaços para eventos, mas também pode ser visitada com agendamento prévio.

Site: Casa da Fazenda 
Av. Morumbi, 5594, Tel.: (11) 3742 2810.
Visitas somente com agendamento prévio. 
Ônibus: Linha 6291-10: Inocoop Campo Limpo - Term. Bandeira; Linha 6412-10: Paraisopolis - Paulista; Linha 7040-10: Paraisopolis - Pinheiros; Linha 756A-10: Jd. Paulo VI - Terminal Santo Amaro.

Fundação Maria Luisa e Oscar Americano

Museu, salão de chá, sala de concertos, eventos, cursos e um lindo bosque de 75 mil m2 para apreciar a natureza. A Fundação Maria Luisa e Oscar Americano alia tudo isso em um só lugar perto do Palácio dos Bandeirantes. Na casa, projetada pelo arquiteto Oswaldo Arthur Bratke, onde morou por 20 anos a família Americano há um belo acervo, que pode ser visitado.

No jardim, nos 75.000 m² de área no total, encontramos lugar cercado por mata atlântica e plantas de várias espécies nativas de jacarandás, sibipirunas, angicos, paus-ferro, paus-brasil e também pés de café. Os passeios são feitos por alamedas arborizadas e calçadas, e são ideais para crianças e pessoas com mobilidade reduzida. No bosque encontram-se esculturas enquanto se ouve o canto dos pássaros. 

Site: Fundação e Maria Luisa e Oscar Americano 
Av. Morumbi 4077, tel.: (11) 3742-0077.
De terça a domingo, das 10h às 17h30. 
Quanto R$ 10. Aos sábados, é gratuito. 
Ônibus: Linha 5119-10: Term. Capelinha - Lgo. Sao Francisco; Linha 6291-10: Inocoop Campo Limpo - Term. Bandeira; Linha 647A-10: Valo Velho - Pinheiros; Linha 647P-10: Cohab Adventista - Term. Pinheiros; Linha 7040-10: Paraisopolis - Pinheiros; Linha 756A-10: Jd. Paulo Vi - Terminal Santo Amaro; Linha 775F-10: Jd. Das Palmas - Hosp. Das Clinicas; Linha 807M-10: Term. Campo Limpo - Shopping Morumbi; Linha 809J-10: Jd. Colombo - Terminal Pinheiros; Linha N742-11: Term. João Dias - Term. Pinheiros.
*O acesso de ônibus é o mesmo do Palácio dos Bandeirantes que fica em frente.

Capela do Morumbi

Ligadas pela avenida Morumbi, a Capela do Morumbi fica a menos de um quarteirão da Casa da Fazenda e também fazia parte da fazenda de chá. Quem se depara com a sua aparencia rústica, de estilo colonial do interior, até pode pensar que a capela esteve sempre ali, preservada desde o século XIX. Na verdade, tudo o que havia restado até a década de 1940, quando o terreno da antiga fazenda estava sendo loteado, eram ruínas sem documentação que ninguém sabia muito bem do que se tratava. Baseado, então, em suposições históricas, o arquiteto modernista Gregori Warchavchik projetou a reconstrução do que seria uma antiga capela, que acabou sendo aberta ao público somente em 1980. 

Hoje, tombada e fazendo parte do Museu da Cidade de São Paulo, a casa abriga exposições de arte contemporânea que criam uma conexão entre diferentes épocas e realidades tão interessantes que não poderia ficar fora desta lista.

Site: Capela do Morumbi 
Terça-feira a domingo, das 9h às 17h. 
Av. Morumbi, 5387, tel.: (11) 3772 4301. 
Ônibus: Linha 6291-10: Inocoop Campo Limpo - Term. Bandeira; Linha 6412-10: Paraisopolis - Paulista; Linha 7040-10: Paraisopolis - Pinheiros; Linha 756A-10: Jd. Paulo VI - Terminal Santo Amaro.

Instituto Lina Bo e P.M.Bardi

Sede do Instituto, a Casa de Vidro foi tombada pelo CONDEPHAAT em 1987. Foto: Infoart,Sede do Instituto, a Casa de Vidro foi tombada pelo CONDEPHAAT em 1987. Foto: Infoart,

A Casa de Vidro, sede do Instituto Lina Bo e P.M.Bardi e antiga residência do casal italiano radicado no Brasil, está localizada no mesmo quarteirão da Capela do Morumbi, representando um salto no tempo que nos faz chegar aos anos 1950. É muito fácil ela passar desapercebida em meio a tantas outras casas com terrenos imensos, estando praticamente camuflada pela mata que a cerca, plantada pela própria Lina. Ali se encontra um dos ícones da arquitetura moderna do país. E é justamente essa harmonia entre o verde abundante somado a transparência e leveza arquitetônica da casa que faz da visita uma experiência incrível. 

Tombada desde 1987 como patrimônio histórico, abriga o Instituto que tem por objetivo promover e divulgar a arquitetura, o urbanismo, o design e a arte popular brasileira, dando continuidade ao legado do casal Bardi, tão relevante para a cultura do país.

Site: Instituto Lina Bo e P. M. Bardi 
Visitas com agendamento prévio pelo email [email protected] 
Quando há exposição temporária, aberto de quinta-feira a domingo, das 10h às 16h, sem necessidade de agendamento. 
Rua General Almério de Moura, 200, tel.: (11) 3744 9902.
Ônibus: Linha 6291-10: Inocoop Campo Limpo - Term. Bandeira; Linha 6412-10: Paraisopolis - Paulista; Linha 7040-10: Paraisopolis - Pinheiros; Linha 756A-10: Jd. Paulo VI - Terminal Santo Amaro.

Estádio do Morumbi

Academia de ginástica no Estádio do Morumbi. Foto: Companhia AthleticaAcademia de ginástica no Estádio do Morumbi. Foto: Companhia Athletica

Para alguns, palco de campeonatos e clássicos de futebol, para outros, também de grandes shows nacionais e internacionais - ali já se apresentaram Madonna, Michael Jackson, Paul McCartney, as bandas Queen e U2, entre outros. Qualquer que seja o espetáculo, porém, o grande protagonista acaba sendo o próprio estádio, projetado em 1952 pelo arquiteto Vilanova Artigas e hoje tombado como patrimônio histórico. 

A sua imponência é bem evidente para quem passa por ali, um cruzamento de rotas bem movimentadas, mas talvez seja ainda maior para aqueles que participam do Morumbi Tour, um passeio guiado por esse que é o maior estádio particular de futebol do país.

Suas instalações também contam com bares, lojas, uma livraria, um restaurante, uma academia e até um estúdio musical. É como se os jogos se tornassam apenas mais uma atração. 

Serviço
Site: Estádio do Morumbi
Tour: visitas com agendamento pelo site. 
Praça Roberto Gomes Pedrosa, 1, Tel.: (11) 3739 5222. 
Ônibus: Linha 5119-10: Term. Capelinha - Lgo. Sao Francisco; Linha 647A-10: Valo Velho - Pinheiros; Linha 647P-10: Cohab Adventista - Term. Pinheiros; Linha 746H-10: Jd. Jaqueline - Santo Amaro; Linha 756A-10: Jd. Paulo Vi - Terminal Santo Amaro; Linha 775F-10: Jd. Das Palmas - Hosp. Das Clinicas; Linha 807M-10: Term. Campo Limpo - Shopping Morumbi; Linha 809J-10: Jd. Colombo - Terminal Pinheiros; Linha N742-11: Term. João Dias - Term. Pinheiros.

Palácio dos Bandeirantes

Ala residencial: quinze cômodos, dois banheiros e corredor com várias pinturas. Foto: Fernando Moraes.Ala residencial: quinze cômodos, dois banheiros e corredor com várias pinturas. Foto: Fernando Moraes.

O que era para ser uma universidade, acabou virando a sede administrativa do governo estadual de São Paulo. Dos Campos Elíseos, na região central, para o Morumbi, o novo palácio do governo foi batizado Palácio dos Bandeirantes após a mudança de endereço, em 1965. 

Não só a função original do edifício foi modificada -  ele foi idealizado para abrigar a Universidade Comercial Conde Francisco Matarazzo na década de 1940 - mas também o seu projeto arquitetônico, adaptado e finalizado em 1970. O jardim, que ocupa a maior parte do terreno, é praticamente um parque privativo que abriga algumas espécies nativas da Mata Atlântica e cria uma sintonia bem agradável junto com a vizinha Fundação Oscar Americano do outro lado da Avenida Morumbi. 

Aberto à visitação pública, desde 1977, talvez essa tenha sido a grande vantagem da sua mudança para o bairro, que acabou ganhando um palácio-museu com exposição permanente do seu acervo de objetos, utensílios e obras de arte datadas do século XVII até os dias de hoje.  

Site: Palácio dos Bandeirantes  
Terça-feira a domingo, das 10h às 16h. Av. Morumbi, 4500, Tel.: (11) 2193 8282/8623.
As visitas monitoradas acontecem de hora em hora.
Agendamentos para grupos por e-mail: [email protected]

Ônibus: Linha 5119-10: Term. Capelinha - Lgo. Sao Francisco; Linha 6291-10: Inocoop Campo Limpo - Term. Bandeira; Linha 647A-10: Valo Velho - Pinheiros; Linha 647P-10: Cohab Adventista - Term. Pinheiros; Linha 7040-10: Paraisopolis - Pinheiros; Linha 756A-10: Jd. Paulo Vi - Terminal Santo Amaro; Linha 775F-10: Jd. Das Palmas - Hosp. Das Clinicas; Linha 807M-10: Term. Campo Limpo - Shopping Morumbi; Linha 809J-10: Jd. Colombo - Terminal Pinheiros; Linha N742-11: Term. João Dias - Term. Pinheiros.

***
Por Patrícia Ribeiro. Parceira de conteúdo do São Paulo São com o blog Passeios Baratos SP