O 3º International Happiness Forum que acontece em São Paulo, vai discutir os novos tratamentos da Medicina Integrativa - São Paulo São

Em março de 2017, o Ministério da Saúde incluiu 14 novos tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PICs) do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ao todo, o SUS oferece 19 práticas como homeopatia, medicina tradicional chinesa/acupuntura, medicina antroposófica, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga entre outras. Os procedimentos são voltados à cura e prevenção de doenças como depressão e hipertensão.

A prática da Medicina Integrativa será um dos temas abordados na terceira edição do International Happiness Forum, que acontecerá nos dias 2 e 3 de setembro, em São Paulo.

Criada em universidades americanas, na década 70, a Medicina Integrativa convida a repensar modelos de tratamentos nas instituições de saúde, trazendo um conceito completo e humanizado de atendimento, preocupando-se com o ser humano em sua totalidade. Na definição do Consortium of Academic Heath Centers for Integrative Medicine, “a medicina integrativa é a prática que reafirma a importância da relação entre médico e paciente, com foco na pessoa como um todo, embasada em evidências, e que usa de todas as abordagens terapêuticas apropriadas para alcançar saúde e cura”. Desde a implantação das PICs, em 2006, a procura e o acesso dos usuários do SUS a esses procedimentos cresceu; e, em 2016, mais de 2 milhões de atendimentos das PICs foram realizados nas Unidades Básicas de Saúde de todo o País.

“Cabe a cada um de nós deixar o ceticismo e os preconceitos de lado, e adotar o caminho da consciência e do auto-conhecimento, do bem estar e felicidade. Essa caminhada pode ser transformadora”, afima Patricia Melo, médica especialista em ginecologia, obstetrícia e mastologia, coordenadora da residência médica em mastologia do IGM – Beneficiência Portuguesa de SP, que atua na prevenção personalizada por meio da medicina funcional, integrativa e envelhecimento saudável.
O SUS oferece 19 práticas como homeopatia, medicina tradicional chinesa/acupuntura, medicina antroposófica, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga entre outras. Foto: Shutterstock.O SUS oferece 19 práticas como homeopatia, medicina tradicional chinesa/acupuntura, medicina antroposófica, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga entre outras. Foto: Shutterstock.

Além da médica, irão compor a mesa “Medicina Integrativa”: Maria Lucia Lee, formada em Física pela Unicamp há quase 40 anos dedica-se ao estudo e ensino da Medicina Tradicional Chinesa; Caio Portella, mestre em Saúde Pública, atua há 9 anos na área de Naturologia e Terapias Complementares e professor de “Medicina corpo-mente” e “Fundamentos de Naturologia” na Universidade Anhembi Morumbi, além de Carla Colombo, coordenadora de Oficinas e Cursos de Meditação para Profissionais de Saúde da Secretaria de Saúde do Município de São Paulo.

Paralelamente à programação de palestras, o International Happiness Forum promoverá diversos workshops. Um deles, intitulado “Reiki um caminho que me aproxima de mim”, dará continuidade a discussão do tema e será conduzido por Plinio Cutait, mestre em Reiki e coordenador do Núcleo de Cuidados Integrativos do Hospital Sírio Libanês.

Sobre o International Happiness Forum

Quatro temas orientadores irão nortear o evento: Eu comigo mesmo; Eu nas relações; Eu nas Organizações e Eu no meio ambiente. Foto: Site / Reprodução.Quatro temas orientadores irão nortear o evento: Eu comigo mesmo; Eu nas relações; Eu nas Organizações e Eu no meio ambiente. Foto: Site / Reprodução.A terceira edição do International Happiness Forum, acontecerá em São Paulo, nos dias 2 e 3 de setembro. Durante os dois dias do evento palestrantes do Brasil, Portugal, Irlanda, China, Canadá e Uruguai irão abordar temas que apontam perspectivas sobre a felicidade e o bem-estar a partir de diferentes áreas do saber como: psicologia, pedagogia, neurociências, mindfulness, medicina, economia colaborativa, turismo de desenvolvimento pessoal, empreendedorismo social, astrologia, ciências da educação, antropologia, numerologia, yoga do riso, danças circulares etc.

Criado em Portugal por Eduarda Oliveira, em 2014, com apoio institucional da Universidade de Coimbra - uma das instituições de ensino universitário mais antigas da Europa – o evento tem como missão promover o diálogo entre as diferentes áreas do saber e a divulgação de ferramentas, técnicas e conhecimentos para uma vida mais feliz.

A realização do Fórum no Brasil é iniciativa de três profissionais de diferentes áreas: Jamile Coelho, educadora e criadora do Perfil Cognitivo, ferramenta que explora as diferentes inteligências e formas de aprendizado; Ana Lúcia Paíga, psicóloga especialista em Análise Transacional, coach pelo Instituto EcoSocial e Nivea Ferradosa, experiente profissional da área de Marketing e Comunicação.

A cada edição o International Happiness Forum seleciona uma organização que promova felicidade e bem-estar, para onde destina parte do valor arrecadado com as inscrições. No Brasil foi escolhido o projeto Velho Amigo, que tem como missão contribuir para a cultura de inclusão do idoso, assegurando seus direitos e valorizando sua participação na sociedade.

Serviço

3o International Happiness Forum

Data: 2 e 3 de setembro
Local: FMU Santo Amaro
Endereço:  Av. Santo Amaro, 1239 – Vila Conceição – São Paulo – SP
Horário: 09h00 às 18h00
Programação completa: www.ihappinessforum.com
Inscrições: R$ 385,00 (trezentos e oitenta cinco reais)
Siga no Facebook

O
São Paulo São e o São Paulo Convention & Visitors Bureau e a Rádio Alpha, apoiam a iniciativa.

***
Com informações de Juliana Ferreira - Assessoria de Comunicação.
.



-->