Depois de oito anos, Sesc Avenida Paulista reabre com atrações gratuitas - São Paulo São

Depois de quase oito anos em obras, o Sesc Avenida Paulista reabre as portas no próximo domingo dia 29 de abril. O prédio de 17 andares e 12 mil metros quadrados de área construída, que antes era usado para abrigar a equipe administrativa, foi totalmente reformado e conta agora com salas para prática de atividades físicas, espaços culturais e lanchonete.

No prédio, de dezenove andares, a programação seguirá os mesmos moldes adotados nas 21 unidades da capital – entre elas o Sesc 24 de Maio, que estreou em agosto do ano passado.

A renovação custou 100 milhões de reais, mais 20 milhões destinados a equipamentos, mobiliário e outros itens. A administração afirma que o processo demorou por causa da necessidade de atualização da antiga construção e pela complexidade da obra. A arquitetura do novo Sesc é assinada por Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados.

Projetado nos anos 70 por Sérgio Pileggi e Euclides de Oliveira, o prédio sediou a administração da rede Sesc entre 1978 e 2005, dividindo espaço com a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Logo depois, passou a abrigar a unidade provisória do Sesc Paulista, desativada em 2010. Não foi a primeira vez que a cadeia se instalou na avenida. A estreia se deu entre 1955 e 1969, em um casarão já demolido, na altura do número 967.

Para se adequar às novas propostas, o espaço teve toda a estrutura elétrica renovada, inclusive para a instalação do wi-fi. A divisão entre dois andares foi demolida para comportar duas salas com pé-direito de 7 metros, destinada a exposições e peças de teatro. Pouco espessas, as lajes ganharam reforço de placas acústicas.

Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.

Toda cinza-escuro, combinando com ambientes internos de tubulação e concreto aparentes, a nova fachada ganha ritmo com rasgos assimétricos. Placas de zinco se intercalam com recortes retangulares de vidro que se expandem e dominam uma das laterais, deixando à mostra o movimento de dentro e as escadas que interligam os andares. “A luz entra, mas sem esquentar as salas, graças ao material que usamos, um vidro chamado low-e”, explica Gianfranco Vannucchi, um dos arquitetos responsáveis.

Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.

O destaque deve ficar por conta do mirante, a 70 metros de altura e com capacidade para cerca de trinta pessoas, onde vertiginosas selfies estão garantidas. Ali, também haverá uma cafeteria. A vista de 360 graus alcança até o final da Avenida Paulista, no cruzamento com a Rua da Consolação.

Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.

A novidade é que, até junho, qualquer pessoa poderá realizar as atividades de forma gratuita, entre elas aulas de pilates, yoga e funcional. É necessário, porém, chegar com antecedência pois a expectativa do Sesc é receber 18 mil pessoas por semana. 

Devem agradar ao público ainda a área de três andares para práticas esportivas (disponíveis apenas para quem possui a carteirinha), de pilates e academia, e uma biblioteca recheada com 5.400 títulos diversos. 

Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.

Boulevard

Localizada no número 119 a unidade é vizinha do Itaú Cultural. Juntas, as duas Instituições prometem construir um boulevard em um trecho da rua Leôncio de Carvalho, que as separa, nos moldes do que já existe na alameda Rio Claro, também na avenida Paulista. A via, entre o Sesc e o vizinho Itaú Cultural, será bloqueada para carros. O espaço de cerca de 80 metros de extensão receberá atividades culturais. 

Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.Foto: Pedro Vannucchi / Divulgação.

"Está prevista a realização do boulevard para o local se tornar uma esplanada e assim, ser utilizada permanentemente - mas isso faz parte de um esforço junto com a Prefeitura. O projeto está em fase final e será administrada em parceria entre Itaú Cultural e Sesc" disse Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc São Paulo, durante a coletiva de abertura do Sesc Avenida Paulista.“Realizei um sonho pessoal e institucional”, comemora Danilo.

Durante a inauguração, o nº119 da avenida mais famosa de São Paulo será ocupado por atividades gratuitas, dedicadas à arte, ao corpo e à tecnologia, voltadas a todos os públicos. Na data acontecem shows de Fafá de Belém e Hermeto Pascoal. Começa também uma exposição do americano Bill Viola, conhecido por sua produção em videoarte. 

A programação completa está no site do Sesc.

***
Da Redação, com informações do Sesc.



-->