'Projeto Galileu' leva um planetário móvel a bibliotecas de São Paulo - São Paulo São

Tudo começou quando o astrônomo polonês Nicolau Copérnico desenvolveu a Teoria Heliocêntrica, afirmando que o Sol, e não a Terra, está no centro do Universo. Pouco tempo depois, o italiano Galileu Galilei reforçou essa teoria por meio de observações com lunetas, descobrindo também a existência de estrelas na Via Láctea e os anéis de Saturno.

Na maioria das vezes, todas essas informações são ensinadas na teoria e não fica muito claro para nós como é formado o Sistema Solar, suas características e até a localização e a temperatura dos planetas. Ensinar todas essas curiosidades na prática é a função do Projeto Galileu, que leva um planetário móvel para as bibliotecas municipais da cidade durante este mês..

Seu idealizador, Álvaro Almeida Filho, sempre foi apaixonado pelos mistérios do espaço. “O Cosmos me encanta, e eu tenho uma imensa vontade de levar conhecimento, por meio das maravilhas celestes, para um número maior de lugares e pessoas”, conta. 

O Projeto Galileu leva um planetário móvel para as bibliotecas municipais da cidade durante este mês. Foto: Divulgação.O Projeto Galileu leva um planetário móvel para as bibliotecas municipais da cidade durante este mês. Foto: Divulgação.

O Projeto Galileu existe há dois anos e já passou por escolas e prefeituras da Grande São Paulo. A estrutura do planetário consiste em uma cúpula inflável de aproximadamente 3 metros de altura, climatizada, e uma projeção FULL HD de 180 graus com som estéreo. A alta tecnologia permite que o domo se transforme em um ambiente imersivo, onde o espectador pode viajar pelo Universo, conhecendo os planetas do Sistema Solar. “A sensação é de estarmos voando por entre os astros”, diz Almeida Filho.

Seu idealizador, Álvaro Almeida Filho, sempre foi apaixonado pelos mistérios do espaço.Foto Divulgação.Seu idealizador, Álvaro Almeida Filho, sempre foi apaixonado pelos mistérios do espaço.Foto Divulgação.

Segundo o idealizador do projeto, a reação das crianças é sempre surpreendente. “A princípio, ficam alvoroçadas com a estrutura. Com o início da apresentação elas passam a prestar atenção, e um grande silêncio é feito no domo, cortado apenas pelos ‘Ohhhhhs!’. Elas saem do planetário com sorriso de orelha a orelha. Os adultos também. Todos querem assistir novamente”, comenta.

Até agosto, o planetário móvel passará por dez bibliotecas municipais da cidade, despertando a vontade de todos em aprender e pesquisar mais sobre astronomia e ciências.

 Projeto Galileu - Planetário móvel na EMEB José Joaquim de Souza.Foto: Divulgação. Projeto Galileu - Planetário móvel na EMEB José Joaquim de Souza.Foto: Divulgação.

Serviço: 

Biblioteca Paulo Setúbal. Av. Renata, 163, Vila Formosa. Zona Leste. | tel. 2211-1508 e 2211-1507. Dia 12, 14h.
Biblioteca Paulo Duarte. R. Arsênio Tavollieri, 45, Jabaquara. Zona Sul. | tel. 5011-8819 e 5011-7445. Dia 13, 11h.
Biblioteca Menotti Del picchia. R. São Romualdo, 382, Bairro do Limão. Zona Norte. | tel. 3966-4814 e 3956-5070. Dia 21, 14h.

Livre. 60 min.

***
Da Redação com informações da SMC.

 



-->