Após fim de 2021 positivo, otimismo toma conta do setor hoteleiro para 2022

Os últimos meses de 2021 foram de positivos desempenhos no setor hoteleiro e para o turismo, especialmente se comparando com os últimos meses de 2020. Segundo o FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil), foram identificados resultados crescentes entre seus associados, com 80% de ocupação em cidades com atrativos turísticos e com forte presença do lazer, indicando que a demanda reprimida impulsionou os resultados ao final de 2021. Vice-presidente financeiro da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV), Edmilson Romão considera que 2022 será marcado pela volta da confiança em viajar, enquanto que Manoel Linhares, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), diz que 80% das vagas de hospedagem ficaram fechadas durante o auge da pandemia, mas a tendência é de que o setor “volte a respirar” e espera uma cautelosa retomada do setor.

Segundo o portal Valor Econômico, o mercado mostra reação, mesmo com a ômicron que apareceu há alguns meses — esta variante do coronavírus, embora mostre capacidade alta de contágio, tem índice de mortalidade inferior às variantes anteriores e boa parte dos brasileiros está vacinada. Assim, o turista, mais confiante, voltou a pesquisar e comprar viagens. Às vésperas da virada do ano, a rede hoteleira da cidade do Rio de Janeiro mostrou taxa de ocupação média de 92%, de acordo com a pesquisa do Sindicato dos Meios de Hospedagem do Município do Rio de Janeiro (HotéisRIO), divulgada pelo Valor.

Ainda relacionado ao desempenho do setor de hotelaria, segundo o Portal Extra, o turismo ainda respira os bons ventos do réveillon, os hotéis não chegaram a fechar com 100% de ocupação na noite da virada, mas atingiram, em média, 96%, um percentual semelhante ao da noite de 31 de dezembro de 2019, antes da pandemia. Segundo o portal Tribuna Hoje, o Rio de Janeiro, com taxas de 72% de ocupação, foi um dos líderes de destino no Carnaval, junto ao Alagoas, Sergipe e Espírito Santo, sendo que as informações foram reveladas por uma pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), divulgada nesta semana, e que contou com dados das entidades regionais do segmento. 

Um exemplo de ocupação positiva no setor hoteleiro foi a B&B Hotels, que além dos resultados positivos no Carnaval, teve ocupação máxima em seus três hotéis no Rio de Janeiro (RJ) nos finais de semana e feriados dos últimos meses de 2021, enquanto a unidade em São Paulo (SP) bateu recorde de ocupação desde sua inauguração em fevereiro de 2021, com 80% dos quartos ocupados. A rede está otimista para 2022 e promete até contar com novas aberturas ao longo do ano.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.