Candidíase possui diferentes causas e opções de tratamento

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), a candidíase é uma infecção que ocorre dentro do organismo – ou seja, endógena – pela ação de um fungo e que pode ser de vários tipos, sendo o mais comum a Candida-Albicans, que se encontra no intestino sem se manifestar até a ativação.

As causas para a manifestação da candidíase são variadas, mas são geralmente associadas à perda de imunidade, podendo ser momentâneas ou por imunossupressão. Como apontado pela clínica Salomão Zoppi, em casos de queda da imunidade, o paciente pode desenvolver episódios de repetição. Além disso, mulheres que fazem uso de corticoides ou medicamentos para imunidade também podem apresentar candidíase também por repetição.

Sintomas da candidíase

De acordo Graciela Machado, ginecologista e obstetra, há casos assintomáticos em que só é possível diagnosticar a infecção através de um exame clínico feito por um médico especialista.

Já em casos sintomáticos em mulheres, é possível observar um corrimento vaginal esbranquiçado, coceira leve, moderada e até intensa, ardor na região e dor ou desconforto ao urinar.

Meios para diagnosticar e tratar a candidíase

O diagnóstico da infecção é obtido através de exames clínicos realizados por um especialista e também por exames laboratoriais para uma investigação mais precisa, como a bacterioscopia e a cultura de fungos.

Graciela afirma que o tratamento da candidíase deve ser realizado com antifúngicos que podem ser usados via vaginal ou oral e até mesmo associados. Em casos de candidíase recorrente é fundamental a avaliação dos hábitos de higiene, alimentação e cuidados com a roupa íntima.

A ginecologista acrescenta que cada vez mais médicos e pacientes buscam tratamentos alternativos para evitar o excesso de prescrição de cremes vaginais. “Atualmente, os fitoterápicos têm ganhado bastante espaço, além da inovação tecnológica do laser íntimo para os casos de candidíase de repetição”, pontua Gabriela.

Mercado íntimo

O mercado de cuidado íntimo está passando por transformações à medida que mais pessoas buscam alternativas saudáveis e naturais para tratar questões delicadas como a candidíase. Segundo um estudo recente da WGSN Beauty, a indústria de cuidados pélvicos deve movimentar US$26 bilhões até 2026.

Produtos fitoterápicos, feitos de ingredientes naturais, se tornaram opções mais suaves e menos agressivas em comparação a tratamentos convencionais. Segundo Camila Figueiredo Durigon, CEO da marca Aura Bem-Estar Íntimo, “essa tendência reflete a preferência por abordagens naturais e personalizadas para promover a saúde íntima, embora a escolha do tratamento deva sempre ser orientada por profissionais de saúde”.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.