Como manter a segurança e violação dos dados nas empresas e evitar golpes?

A segurança de dados tem como objetivo proteger empresas e usuários de ataques cibernéticos e violações e evitar riscos e incidentes como vazamento de informações e indisponibilidade.

De acordo com o relatório The Hidden Costs of Cybercrime, da McAfee, a soma dos custos com cibersegurança e das perdas com cibercrimes em 2020 foi de US$ 1 trilhão, 50% a mais que o valor de 2018. Phishing, vishing e smishing, malwares, ransomware, pharming, engenharia social e DDoS são os tipos de crimes mais comuns contra as empresas e merecem atenção redobrada.

Especialistas atuam com ferramentas específicas para deter hackers e cibercriminosos, evitando assim que tenham êxito nas tentativas de invasão de rede e violação de dados sensíveis nas empresas, como os do cartão de crédito, dados pessoais, números de seguro, assim como informações confidenciais das empresas, intelectuais, por exemplo.

A identificação de cibercrimes requer um programa de cibersegurança sempre atualizado, com monitoramento constante e respostas eficientes. Outras armas disponíveis para enfrentar essa batalha são os sistemas de permissões, classificação de informação, gerenciamento de acesso e análises de comportamento do usuário.

“Os hackers brasileiros vêm chamando a atenção do mundo todo pelo conhecimento técnico muito alto. Infelizmente, esse tipo de crime torna-se vantajoso para os cibercriminosos, pois os resgates são em criptomoedas ou moeda estrangeira. Eles estão sempre atrás de oportunidades e são muito habilidosos. Os crimes precisam de interação das pessoas ou de vulnerabilidade em programas e aplicativos para prosperar, por isso, a busca por soluções para evitar esses golpes é diária.”, disse Isabelle Kwintner, diretora sênior de estratégia da UzziPay, uma fintech com engajamento no desenvolvimento sustentável da Amazônia.

O aplicativo da UzziPay foi o vencedor da 17ª Edição do Prêmio Transformação Bancária 2021, uma das condecorações mais importantes do mercado financeiro, há quase duas décadas. A plataforma, desenvolvida pela 7COMm, é a vencedora na categoria ‘Ecossistema, Segurança e Privacidade de Dados’. O objetivo da premiação é promover, incentivar e valorizar as principais iniciativas e os melhores cases das instituições financeiras, contribuindo para o aprimoramento do setor e, reconhecendo aquelas que se destacam em suas categorias.

Isabelle Kwintner elenca algumas atitudes adotadas pela empresa em prol da segurança digital:

1) Criar uma cultura de cibersegurança entre funcionários e colaboradores da empresa, com a realização de campanhas e treinamentos;

2) Oferecer experiências que ajudem no aprendizado e a entender, desconfiar e como agir nas situações de risco

3) Manter a equipe sempre motivada e comprometida com as políticas de cibersegurança;

4) Com muitos trabalhadores em home office, oferecer ferramentas para prevenção e evitar brechas para invasão do sistema da empresa;

5) Sempre trocar informações sobre ciberameaças e vulnerabilidades no sistema.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.