Fazenda Santa Vitória recebe segunda edição do circuito de obras de arte

A Fazenda Santa Vitória, em Queluz (SP), abriga a segunda edição do projeto Respiro – residência artística rural e circuito de obras de arte – com a obra “Funeral das Máquinas”, no próximo dia 24 de junho. A exemplo da edição passada, a Respiro mantém a proposta de convidar artistas baseadas e ou inspiradas na Serra da Mantiqueira a criarem obras de arte que venham a ser instaladas nos espaços e percursos da Fazenda.

A obra dessa edição surgiu a partir da residência artística realizada em março de 2023, quando a artista Cinthia Mendonça vivenciou a rotina rural da Fazenda Santa Vitória, com seus habitantes e entornos, e que agora propõe ao público reflexões e interações com a paisagem e o contexto local, mediada por dispositivos artísticos.

Em continuidade à sua pesquisa sobre universo camponês e a relação entre corpos e máquinas, a artista apresenta uma situação realizada no Vale do Morro das Raposas, agora acessível ao público visitante, a partir de seus vestígios visuais e sonoros, e de dispositivos mecânicos – binóculo e caixa de som – deixados no local.

Além de um circuito de obras ao ar livre, toda artista residente ocupa a Casa da Farinha, uma antiga edificação de moinho, que reformada se tornou espaço positivo. No caso de Cinthia, ocupam a casa um vídeo e um álbum de imagens técnicas, que contempla a exposição “Funeral das Máquinas”. Na ocasião também será lançado o catálogo da Edição#1, realizada ano passado, com as artistas locais Bia Monteiro e Patricia Stagi, além de uma conversa entre a artista Cinthia Mendonça e a curadora Fernanda Lopes.

A visitação é aberta ao público e pode ser feita por agendamento pelo site www.respirorural.com.br  instagram: @respiro.rural

Respiro é uma parceria entre a Fazenda Santa Vitória (Queluz/SP) e a Casero Residência (Parque Nacional de Itatiaia/RJ), com a proposta de promover circuitos de arte contemporânea no ambiente rural. “Estamos felizes em receber este evento cultural e em poder ajudar a divulgar a arte rural de criadores brasileiros em nossa Fazenda”, comenta Fabia Ferreira, sócia e administradora do estabelecimento.

Exemplo da arquitetura rural e da cultura do Vale do Paraiba, a Fazenda Santa Vitória, em Queluz, data do século XIX, durante o ciclo do café e completa 100 anos em 2023. Construída em 1850, hoje transformou-se em um refúgio no interior de São Paulo, com serviços hoteleiros. Além de contribuir para a preservação do patrimônio histórico da região, a Fazenda permite que hóspedes desfrutem de uma hospitalidade rural e conheçam os cenários no seu entorno de 4 mil hectares, cravados na Mantiqueira

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.