Mais de 35% dos produtores rurais não obtém crédito agrícola

O agronegócio teve crescimento significativo nos últimos anos, e as previsões são de continuidade das altas e safras recordes. Contudo, nem todos os produtores rurais conseguem aproveitar o cenário positivo para alavancar seus negócios. A culpa é da burocracia e da dificuldade de obtenção de crédito. 

Uma pesquisa feita pela CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) revelou que 38% dos produtores nunca conseguiram acessar recursos oferecidos pelos bancos para financiar atividades do setor. Em 2020, apenas 26% dos empreendedores do agro puderam contar com financiamento. 

A pesquisa da CNA foi realizada com 4.336 produtores rurais de 14 estados em abril de 2021. O grupo de participantes contou com representantes de 18 atividades agropecuárias diferentes. A maioria deles, 69,6%, tem renda bruta anual de até R$ 100 mil. Outros 20,4% dos pesquisados possui renda entre R$ 100 mil e R$ 300 mil; 4%, entre R$ 300 mil e R$ 410 mil; e 6%, superior a R$ 410 mil.

Para Fernando Gatelli, especialista em crédito agrícola e diretor de operações da Talento Soluções em Crédito, a dificuldade para acessar crédito está ligada principalmente à complexidade do processo de financiamento dos bancos. Sem conhecimento dos meandros burocráticos, muitos produtores não conseguem completar com êxito o caminho árduo da liberação do dinheiro. 

“Grande parte dos projetos tranca na hora da aprovação. O produtor até aceita os prazos e juros, mas o banco ainda assim não aprova”, diz o especialista. A pesquisa da CNA aponta entre os motivos que levaram a insucessos na obtenção de crédito a existência de dívidas, problemas com a documentação da propriedade e limites individuais.

Outros fatores dificultam o acesso ao financiamento, como a falta de informação por parte de pequenos e médios agricultores. “Um grande problema enfrentado são os altos juros, que, aliados com os prazos curtos para pagamento, inviabilizam diversos projetos”, explica o especialista. 

Crédito rural permite alavancar produção

Para garantir boas safras e aumento da produção, o produtor rural precisa de bom tempo, plantio correto e investimento. Por esse motivo, o crédito rural pode ser tão importante quanto capacitação técnica e sol e chuva na medida certa. 

“O principal benefício do crédito agrícola é a alavancagem. Qualquer empresário gostaria de aumentar seus ganhos em 10%, 20%, 50%, 100% de um ano para o outro. No setor rural, a única maneira de fazer isso é investindo mais. Quanto mais é investido, maior é o retorno”, diz Gatelli.

Entre os produtores que participaram da pesquisa da CNA, os programas de crédito mais acessados são o Pronaf Custeio, uma linha dirigida a agricultores familiares para a compra de insumos, e o Pronaf Mais Alimentos, destinado a investimentos em bens ou equipamentos. 

Para saber mais, basta acessar o site: https://www.talentoconsorcios.com.br

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.