Mater Dei Uberlândia incentiva o Aleitamento Materno para mães que trabalham

A Campanha Agosto Dourado de 2023, com o tema “Possibilitando a amamentação: fazendo a diferença para mães e pais que trabalham”, tem como objetivo conscientizar e promover o aleitamento materno entre mães e pais que enfrentam o desafio de equilibrar a maternidade/paternidade com a vida profissional. Nessa perspectiva, a importância do apoio, tanto das organizações como das unidades de saúde, torna-se essencial para o sucesso dessa iniciativa.

A amamentação no Brasil é um tema de extrema relevância para a saúde materno-infantil, mas ainda enfrenta desafios significativos. Segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2019, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida está abaixo da meta estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), atingindo apenas 27,8% das crianças no país. 

As razões para essas taxas ainda abaixo do ideal são diversas e envolvem fatores culturais, sociais, econômicos e de saúde. Desigualdades regionais, falta de informações adequadas, pressões sociais e a falta de políticas de apoio nas empresas são alguns dos obstáculos que as mães enfrentam ao tentar estabelecer e manter a amamentação exclusiva. Nesse sentido, a campanha Agosto Dourado tem buscado conscientizar a sociedade e o poder público sobre a importância da amamentação e das medidas necessárias para garantir o sucesso dessa prática. 

O pediatra Dr. Edson Fayad, que atua na Rede Mater Dei em Uberlândia, compartilhou suas percepções sobre os principais desafios enfrentados pelas mães trabalhadoras em relação ao aleitamento materno. O médico destacou que muitas mães se deparam com a difícil transição do retorno ao trabalho, sendo comum a introdução de fórmulas antes do prazo ideal. Para contornar essa questão, o Dr. Fayad incentiva a doação de leite nos primeiros quatro meses, para aumentar a produção e garantir um estoque de leite ordenhado, evitando a substituição pela fórmula. Essa medida possibilita manter o aleitamento materno exclusivo até os seis meses, conforme recomendado pelas diretrizes de saúde.

A campanha também ressalta a importância da licença-maternidade de 180 dias. Segundo o pediatra, essa medida garante que a criança seja alimentada exclusivamente com leite materno até os seis meses de vida, o que contribui para um melhor ganho de peso e desenvolvimento, além de fortalecer o vínculo materno-infantil. “Ao possibilitar maior período de licença para as mães, a empresa contribui para a saúde e bem-estar do bebê e da própria funcionária”, diz o pediatra.

Outra meta da campanha é a implantação de salas de apoio à amamentação nas empresas. “O grande desafio é oferecer um local adequado para que as mães possam ordenhar e armazenar o leite de forma correta. A falta de estrutura adequada e locais para armazenamento tem levado muitas mães a desistirem da ordenha e optarem pela fórmula, prejudicando o aleitamento exclusivo”, afirma o médico.

Sobre a licença-paternidade, a campanha propõe a ampliação para 20 dias. O Dr. Fayad enfatizou que, embora seja um avanço em relação aos cinco dias atuais, ainda é pouco tempo em comparação com a licença-maternidade de 180 dias. Ele destacou a importância do pai dentro de casa durante o período pós-parto, auxiliando a mãe e garantindo o vínculo familiar sólido para o bem-estar de ambos.

A Rede Mater Dei em Uberlândia tem se mostrado parceira na promoção do aleitamento materno. A equipe de saúde é treinada para oferecer orientações adequadas às mães desde o momento do parto, incentivando o aleitamento exclusivo e oferecendo suporte para superar possíveis dificuldades. A instituição busca reduzir o uso de fórmulas infantis e prioriza o aleitamento materno exclusivo sempre que possível.

O pediatra enfatiza a importância da conscientização contínua sobre o aleitamento materno. Ele ressaltou que o engajamento de profissionais de saúde, da sociedade e das empresas é essencial para que a campanha Agosto Dourado alcance seus objetivos e proporcione benefícios, tanto para mães e pais trabalhadores quanto para suas crianças.

Com o apoio do Hospital Mater Dei e a conscientização de todos os envolvidos, é possível criar um ambiente favorável para o aleitamento materno, garantindo o desenvolvimento saudável das crianças e o bem-estar das famílias. “O Agosto Dourado de 2023 é uma oportunidade para transformar as políticas e práticas em prol da amamentação, tornando-as realidade para todos os pais e mães trabalhadores de Uberlândia”, afirma Dr. Fayad.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.