Novas tecnologias são opção para melhorar a produtividade

As novas tecnologias integram a agenda de empresas do Brasil e do mundo. Prova disso, 80% das corporações devem dar continuidade ou aumentar seus investimentos com tecnologias de automação – conjunto de tecnologias que possibilitam a redução de custos e o aumento da produtividade -, como mostra balanço da McKinsey.

Ainda segundo a pesquisa, mais da metade das empresas estudadas já colocaram em curso quatro ou mais projetos de automação. Paralelamente, ao menos 15% das fábricas do país devem ter se automatizado seguindo os conceitos da Indústria 4.0 até 2028, segundo estimativa da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial). 

Para Ananda Menezes, especialista em Business Intelligence da Lean Solutions, há uma relação direta entre a melhora na produtividade e a adesão a novas tecnologias. “A BI (Business Intelligence, na sigla em inglês – Inteligência de Negócios, em português), em particular, tem auxiliado empresas de diversos tamanhos e setores  com o desenvolvimento de relatórios mensais e aumento de produtividade”.

Em linhas gerais, BI faz referência ao processo de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de dados que oferecem suporte à gestão empresarial, explica Menezes.

“Ao lado de outras tecnologias, a BI é uma alternativa para garantir a produtividade, em um cenário em que as quinhentas maiores empresas do país deixam de ganhar R$ 230 milhões ao ano por conta da improdutividade”, diz, citando dados de um estudo da empresa de tecnologia Levee, realizada em 2019.

BI simplifica processos e otimiza jornada de trabalho

A especialista afirma que os profissionais, por conta de suas necessidades no trabalho, desenvolveram rotinas para atender demandas importantes.

“Neste ponto, o fechamento mensal, por exemplo, é uma prática que existe em muitas empresas, para analisar o cenário geral e os dados financeiros ao fim de cada mês”, diz. “A pessoa encarregada dessa tarefa vive diariamente com um grande volume de dados em planilhas, e dispara por e-mail cada relatório. Com isso, ela perde muito tempo, além de gerar estresse e consequente insatisfação e desmoivação”.

Em média, 56% dos trabalhadores formais estão insatisfeitos com o trabalho, segundo análise do Instituto Locomotiva, com base no comportamento de um grupo de 18,7 milhões de indivíduos.

Um colaborador desmotivado representa um grande risco para uma empresa, afirma Menezes. “Além de poder afetar os demais, este profissional pode ser 125% menos produtivo do que os colegas que se sentem engajados e inspirados”, reporta, em referência a um levantamento da consultoria de gestão Bain & Company.

“É por motivos como esse que as empresas precisam aplicar a Business Intelligence e ganhar produtividade. A maior ferramenta de BI do mercado, o Power BI, está disponível gratuitamente para uso e muitos nem a conhecem”, afirma.

Por fim, a especialista em Business Intelligence da Lean Solutions explica que, quando o profissional responsável por fazer o fechamento mensal começa a dominar ferramentas digitais, nunca mais precisa fazer um fechamento. “Temos que pensar em Business Intelligence para além de uma forma de tomar decisões mais assertivas por meio de dados, também como uma solução de produtividade”.

Para mais informações, basta acessar: https://www.leansolutions.com.br/

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.