Saúde em primeiro lugar: porque investir em saúde deve ser prioridade

À luz da pandemia em curso e da importância de manter uma boa saúde, agora é mais importante do que nunca priorizar nossa saúde. A pandemia do COVID-19 trouxe à tona a importância de cuidar da nossa saúde e bem-estar, e a necessidade de torná-la uma prioridade em nossas vidas. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a saúde é definida como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade”. Esta definição destaca a importância de uma abordagem holística para a saúde e o bem-estar e a necessidade de abordar todos os aspectos de nossas vidas para alcançar a saúde ideal.

Existem várias razões pelas quais priorizar a saúde é essencial para uma vida feliz. Em primeiro lugar, uma boa saúde é essencial para o nosso bem-estar físico. Um corpo saudável nos permite realizar tarefas diárias com facilidade, praticar atividades físicas e manter um peso saudável. Também reduz o risco de desenvolver doenças crônicas, como doenças cardíacas, diabetes e câncer.

Outro benefício de investir em saúde é a melhora da saúde mental. De acordo com um estudo do National Bureau of Economic Research, investir em saúde mental leva a uma redução nos custos com saúde e melhora no bem-estar geral, além de evitar a incidência de transtornos mentais, em geral.

Finalmente, priorizar nosso bem-estar social também é essencial para uma vida feliz. O apoio social proporciona um sentimento de pertencimento e nos ajuda a enfrentar os altos e baixos da vida. Também reduz o risco de desenvolver isolamento social, o que pode levar a uma série de resultados negativos para a saúde.

Um exemplo de país que investe fortemente em saúde é a Noruega. De acordo com o Bloomberg Healthiest Country Index de 2021, a Noruega é classificada como o país mais saudável do mundo, com pontuação alta em áreas como expectativa de vida, fatores ambientais e acesso à saúde. A Noruega tem um forte sistema público de saúde que oferece cobertura universal a seus cidadãos, garantindo que todos tenham acesso a serviços essenciais de saúde.

Um dos benefícios de investir em saúde é uma população mais saudável. Um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) constatou que investir em saúde pode levar à redução da prevalência de doenças, menos dias de afastamento por doença dos funcionários e menor carga para o sistema de saúde. Isso, por sua vez, leva a uma força de trabalho mais produtiva e a uma melhoria geral da situação econômica do país.

Para Mario Mendes Junior, fundador da MultUSA, especialista na área da saúde, “Investir em saúde também leva a uma redução nos custos com saúde no longo prazo. Ao investir em medidas preventivas, como vacinas, exames regulares de saúde, adoção de um seguro saúde e promoção de um estilo de vida saudável, os custos com saúde podem ser reduzidos. Isso deve ser uma prioridade para os governos e para qualquer ser humano, a saúde deve sempre vir em primeiro lugar”.

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.