Sistema drywall: componentes também são importantes

O sistema drywall surgiu nos Estados Unidos ainda no final do século XIX. Aqui no Brasil, ganhou destaque nos anos 2000, por meio da fundação da Associação Drywall, que tem como objetivo difundir a tecnologia em toda a cadeia de negócios da construção civil, a fim de manter os programas de apoio e a divulgação do material não só em grupos acadêmicos e imobiliários, mas também entre consumidores e outros profissionais da área. 

Desde então, a Associação vem implementando um Programa Setorial da Qualidade do produto, que tem como finalidade avaliar a conformidade dos componentes envolvidos nos procedimentos construtivos para drywall, garantindo que o sistema seja satisfatório nos requisitos de segurança estrutural e no cumprimento das normas estabelecidas. 

De acordo com Nicolás Paoloni, gerente industrial da Barbieri do Brasil, o sistema drywall vem crescendo constantemente na área da construção civil, o que faz com que haja a necessidade de cuidar das normas vigentes e das boas práticas de produção para os materiais que compõem o sistema e também de projetos e procedimentos executivos para montagem. “Atender aos procedimentos, modulações, espaçamentos e tipologias fixadas e ancoradas corretamente é de fundamental importância, tanto quanto a escolha dos materiais que atendem as normas vigentes”, explica.

O executivo destaca que é importante seguir o regimento do sistema de qualificação de materiais componentes e sistemas construtivos (SiMaC) do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat do Ministério das Cidades do Governo Federal (PBQP-H). Segundo Paoloni, a normalização adotada para o referencial técnico visa controlar e atribuir o rendimento do sistema em todos os componentes, sendo eles: placas de gesso acartonado, perfilados de aço, feltros de lã de vidro, dispositivos de sustentação para forros, juntas com fita de papel, lãs de PET e massas.

Ainda de acordo com Paoloni, geralmente as normas são faladas de maneira individual, mas é importante explicar também sobre as regulamentações que unem os componentes do sistema do drywall, garantindo o nível de desempenho e estabilidade estrutural nas diversas aplicações a que se destina. “A norma é ABNT 15.758:2009 – ‘Sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Projeto e procedimentos executivos para montagem – Partes 1,2 e 3: Requisitos para sistemas usados como paredes, forros e revestimentos’ e trata especificamente dos procedimentos executivos para montagem de forros, paredes e revestimentos em drywall”, explica. 

Por fim, o executivo destaca que é importante que todos os envolvidos na produção de drywall devem buscar atender aos requisitos do produto e desenvolvimento de mercado, cabendo aos especificadores, montadores, construtores, instaladores e empreiteiros o cuidado para seguir e trabalhar segundo estas normas, garantindo a seriedade e continuidade do crescimento sustentável deste segmento.

 

Sobre a Barbieri do Brasil

A Barbieri do Brasil nasceu em 2010 como empresa 100% brasileira, mas contando com a experiência da Barbieri Argentina, empresa de família fundada em 1953, fabricante de produtos para o mercado da construção a seco. Barbieri do Brasil é uma indústria dedicada à fabricação de perfis de aço galvanizado para drywall, perfis de aço galvanizado estrutural para light steel framing, possuindo tecnologia de nível internacional e atingindo com seus produtos o território inteiro do Brasil.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.