Valores envolvendo disputas trabalhistas exigem monitoramento sistemático

Muito além da defesa dos interesses da empresa por departamentos jurídicos e escritórios de advocacia terceirizados, é imprescindível lidar com os dados referentes a valores em questões judiciais por meio de sistemas que automatizem todos os fatores que geram custos futuros e ampliam o montante do passivo trabalhista. Tais sistemas precisam, ainda, detectar e alertar quaisquer desvios ou inconformidades.

Sem controle sistemático, o planejamento da empresa será ilusório, comprometendo todo o processo de classificação de risco e o consequente provisionamento. A qualidade da Governança – um dos elementos do tripé ESG (Ambiental, Social e Governança) – pode ser comprometida, depreciando o valor de mercado da empresa, seja ela de capital aberto ou não, e afugentando investidores.

A precisão dos cálculos vai exibir uma situação mais realista sobre a saúde da empresa, evitando tanto despesas inesperadas quanto a alocação de recursos desnecessários para enfrentar os tribunais. Números pouco confiáveis também implicarão em despesas com perícias determinadas pelos juízes. Evita-se, ainda, discutir demandas sem fundamentos eventualmente apresentadas por colaboradores e seus representantes legais.

Digital

Outro problema que pode ser evitado com o uso de sistemas focados em valores em disputas judiciais é eliminação de ações “negativas”, assim denominadas porque se gasta mais para mantê-las de que para liquidá-las. É de suma importância que o controle seja efetuado de forma digital, online, obtendo-se uma interação em tempo real e fazendo com que os resultados transitem dentro dos prazos necessários estipulados pela Justiça, respeitando os mais diversos índices.

“O método de elaboração dos cálculos deve ser totalmente informatizado em todas as fases, da solicitação à entrega, e os resultados enviados eletronicamente para que sejam utilizados no local da apresentação, racionalizando o tempo disponível. É possível, também, integrar a coleta de informações de RH com o software utilizado pela empresa”, afirma Antonio Carlos Macedo, CEO da Macdata, empresa especializada em softwares e cálculos judiciais.

Para Macedo, “o grande desafio nessa área é aliar precisão, rapidez e baixo custo, liberando advogados, escritórios de advocacia e departamentos jurídicos corporativos para outras atividades”.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found
Posts relacionados
Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.