‘Abaporu’ volta a São Paulo para a grande exposição ‘Tarsila popular’ no Masp

“Tarsila popular”, com curadoria de Adriano Pedrosa e Fernando Oliva, reúne cerca de 120 obras da artista, entre pinturas e desenhos. A abertura de Tarsila popular será simultânea à da exposição Lina Bo Bardi:Habitat, sobre a arquiteta ítalo-brasileira que projetou, entre outros, o edifício que abriga o MASP.

As mostras integram o ciclo “Histórias das mulheres, histórias feministas”, eixo temático que guiará a programação da instituição ao longo de 2019. O “popular” do título refere-se tanto ao recorte da obra de Tarsila, pelos curadores, como ao programa de revisão da produção de nomes centrais do modernismo brasileiro, empreendido pela atual direção artística do MASP.

Em 2016, por exemplo, o museu realizou “Portinari popular”, uma seleção de trabalhos de Candido Portinari (1903-1962) relacionados com acultura popular brasileira. Assim como Portinari, a obra de Tarsila está na base da construção de uma identidade nacional nas artes, ao lado de nomes como Lasar Segall (1891-1957) e Anita Malfatti (1889-1964).

Abaporu, o mais famoso e valioso quadro de Tarsila do Amaral (1886-1973), volta a São Paulo, dessa vez emprestado para a exposição “Tarsila popular”. A obra, que pertence ao Malba (Museu de Arte Latino-americano de Buenos Aires), esteve na capital paulista pela última vez em 2008, durante uma mostra especial da Pinacoteca.

Além de Abaporu, estarão expostos outros quadros marcantes da carreira de Tarsila, como A Cuca, Operários e Manacá. Recentemente, A Lua, outro quadro de Tarsila do Amaral, foi adquirido pelo MoMA, museu de Nova York.

Tarsila pintou o quadro “A Cuca” no começo de 1924. Imagem: Acervo: Museu de Grenoble, França.

“A exposição e o catálogo que a acompanha pretendem promover reflexões mais abrangentes“A exposição e o catálogo que a acompanha pretendem promover reflexões mais abrangentessobre Tarsila, articulando sua vida e obra no contexto de uma visão política, social e racial dacultura brasileira e do modernismo — um movimento que, no Brasil, raramente é abordado sobesses prismas”, diz Fernando Oliva, curador da exposição.

"Operários" é um quadro pintado em 1933 por Tarsila do Amaral. Acervo do Governo do Estado de São Paulo.

Serviço

Exposição Tarsila Popular
Masp – Avenida Paulista, 1578
Horários: quartas-feiras a domingos, das 10h às 17h30; terças-feiras, das 10h às 19h30.
Quando: de 5 de abril a 23 de junho de 2019
Ingressos: R$40; a meia-entrada, R$ 20. Grátis às terças.

***
Com informações do Masp.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.