Causas - São Paulo São

São Paulo São Causas

Um ônibus lilás estará a postos, em blocos com maior concentração de foliões, para prestar acolhimento gratuito a mulheres que se sentirem importunadas ou forem assediadas durante o pré-carnaval e carnaval de São Paulo.

“A ideia é que a gente consiga fazer um acolhimento à mulher que se sinta, por algum motivo, violada no seu direito, seja assediada ou que efetivamente tenha passado por alguma situação de violência”, explica Ana Claudia Carletto, secretária-executiva adjunta da Coordenação de Políticas para Mulheres da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. "A mulher, quando ela se sentir invadida no limite dela, ela tem que denunciar. E aí a gente também tem que conscientizar os homens que o limite dele vai até não fira o limite da mulher."

Quem passa pela Praça da República, na região central, já deve ter visto uma obra toda colorida que serve como opção de descanso na região. As cores - nos tons do arco-íris - e a área onde o mobiliário está não foram escolhidas por acaso. A obra nasceu para celebrar os 40 anos de ativismo LGBT em São Paulo.

O Papa Francisco presenteou a Arquidiocese do Rio de Janeiro, representada pelo arcebispo, Cardeal Tempesta, com uma escultura chamada Jesus sem-teto. A obra é do artista canadense Timothy P. Schmalz, e possui exemplares em diversos locais do mundo, incluindo a Itália – a imagem se encontra na entrada da Elemosineria Apostólica, em Roma – e Estados Unidos.

Organizado pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, o evento será realizado na 2ª quinzena de dezembro. Imagem: Reprodução / Web.Organizado pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, o evento será realizado na 2ª quinzena de dezembro. Imagem: Reprodução / Web.

Estão abertas as inscrições para casais homoafetivos que queiram participar da 2ª edição do Casamento Coletivo Igualitário na cidade de São Paulo. Organizada pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, por meio da Coordenação de Políticas para LGBTI, o evento será realizado na 2ª quinzena de dezembro.

"A proposta da cerimônia – realizada pela primeira vez em novembro do ano passado – é dar visibilidade a um direito já conquistado pela comunidade LGBTI, além de promover para esta população (historicamente posta à margem da sociedade) o exercício da cidadania plena", diz comunicado da Secretaria.

O procedimento é realizado de forma gratuita. Para se inscrever, é preciso comparecer a um Centro de Cidadania LGBTI com os seguintes documentos:

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio