Causas - São Paulo São

São Paulo São Causas

Desde o último dia 31 de agosto, as regiões de Pinheiros e Butantã, no entorno do MuBE –Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia, receberam 15 esculturas criadas pelo artista visual Eduardo Srur, que remetem a uma caçamba – objeto utilizado para descarte de resíduos e cada vez mais presentes em espaços públicos. A exposição é apoiada pela Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, por meio do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo (ProAC).

Em Feminismo no Cotidiano estão todos esses aspectos que envolvem o feminismo no dia a dia, tanto nas relações pessoais como de trabalho e em toda a sociedade. Foto: Getty Images.Em Feminismo no Cotidiano estão todos esses aspectos que envolvem o feminismo no dia a dia, tanto nas relações pessoais como de trabalho e em toda a sociedade. Foto: Getty Images.

É preciso compreender o feminismo em sua plenitude. Homens e mulheres que buscam uma sociedade mais justa devem conviver harmonicamente e entenderem que sem as conquistas do feminismo não haverá qualquer possibilidade de progresso, bem-estar social, desenvolvimento humano ou mesmo Justiça. Enquanto a mulher for tratada como inferior a própria humanidade não poderá assim ser chamada.

'Corpos Suspensos' na Avenida Paulista na edição da Virada Sustentável 2018. Foto: Bruno Arita / Divulgação.'Corpos Suspensos' na Avenida Paulista na edição da Virada Sustentável 2018. Foto: Bruno Arita / Divulgação.

A Virada Sustentável vai reunir este mês atrações artísticas, workshops, palestras e outras ações em São Paulo. Com edições em cidades como Manaus, Salvador, Porto Alegre e Rio de Janeiro, o evento tem como objetivo apresentar uma visão positiva e inspiradora sobre a sustentabilidade e seus diferentes temas para a população, além de reforçar as redes de transformação e impacto social existentes nas diferentes cidades.

Foram utilizadas 9 mil garrafas PET para construir os canteiros da horta do Projeto Prato Verde Sustentável. Foto: Marcelo Brandt/G1Foram utilizadas 9 mil garrafas PET para construir os canteiros da horta do Projeto Prato Verde Sustentável. Foto: Marcelo Brandt/G1

Em 2013, uma caixa de tomate chegou a ser vendida por R$ 150, na época, milhares de brasileiros optaram por cortar o alimento da mesa para não prejudicar o orçamento. Acostumado desde criança a plantar, Wagner Ramalho viu na crise alimentar a possibilidade de criar uma iniciativa para ajudar outras pessoas ensinando-as a cultivar seu próprio alimento, surgiu assim o "Prato Verde Sustentável".

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio