Em apenas um dia, Humans of New York arrecada meio milhão de dólares para refugiados sírios - São Paulo São


Brandon Stanton, responsável pelo blog Humans of New York, conseguiu um feito natalício: recolheu mais de milhão de dólares (cerca de 505 mil euros) em donativos apenas num dia. A verba recolhida vai beneficiar 11 famílias de refugiados sírios que abandonaram o seu país de origem e se preparam para recomeçar a vida nos Estados Unidos.

No início de dezembro, Stanton – que tem fotografado pessoas de todo o mundo com o apoio da ONU – publicou o perfil de cada uma das 11 famílias no blogue. E na véspera de Natal lançou uma campanha decrowdfunding na plataforma Generosity.com para ajudar as famílias sírias a estabelecerem-se nos Estados Unidos, onde conseguiram entrar com o estatuto de refugiados. A campanha foi lançada com a duração de 48 horas (24 e 25 dezembro) e no final do primeiro dia, já tinha conseguido mais 554 mil dólares (cerca de 505 mil euros) refere o site Mic. O dinheiro arrecadado vai ser distribuído pelas famílias e cada uma vai receber cerca de 40 mil dólares (cerca de 36 mil euros). 

Os números, em especial números grandes não são estranhos ao fotógrafo. A página que criou na rede social Facebook com o mesmo nome Humans of New York  também conhecida pelo acrónimo HONY – já atingiu quase 16 milhões e meio de likes e 382 mil seguidores no Twitter.

humans sirioshumans sirios


O norte-americano começou por fotografar pessoas em Nova Iorque no verão de 2010. Inicialmente, a sua ideia era criar um “catálogo exaustivo” dos habitantes da Grande Maçã, e começou o projeto com o objetivo de retratar 10.000 nova-iorquinos. As fotografias que publica são sempre acompanhadas de um episódio contado pelos retratados – muitos deles de caráter pessoal.

Esta não foi a primeira vez que Brandon Stanton se envolveu numa campanha de recolha de fundos. Em janeiro deste ano, uma das fotos que publicou na página do Facebook gerou uma onda de solidariedade que permitiu angariar mais de 365 mil dólares (cerca de 325 mil euros),que permitiram a uma turma do 6º ano de uma escola de Brooklyn (num dos bairros mais pobres dos EUA) visitar a Universidade de Harvard.

***
Elsa Araújo Rodrigues no Observador.

 



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio