Prefeitura faz campanha contra violência sexual no Carnaval - São Paulo São


Cem mil leques como orientações sobre assédio, violência física e/ou sexual contra mulheres serão distribuídos no blocos de rua e no Sambódromo do Anhembi durante os dias oficiais de Carnaval. No material, estarão os telefones do Plantão de Atendimento e o QRCode (código de barra escaneado por celular) com direcionamento para o site da secretaria municipal de Políticas para Mulheres e para os endereços da Rede de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência de Gênero.

Para atender mulheres que passarem por situação constrangedora ou que sofram qualquer tipo de violência de gênero, como xingamento, perseguição, abordagem invasiva, estupro, lesão corporal, agressão física, entre outros, haverá um plantão no Centro de Referência da Mulher – Casa Eliane de Grammont, na Vila Clementino. O funcionamento será de sábado (6) a terça (9), de 12h às 10h.

As ações fazem parte da campanha #foliasemmachismo da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, que participa pela primeia vez da Comissão Intersecretarial do Carnaval de Rua da Cidade de São Paulo. De acordo com pesquisa da Spturis (São Paulo Turismo) no primeiro fim de semana de blocos na ruas, 67% do público  é feminino.

Serviço

Centro de Refrência da Mulher - Casa Eliane de Grammont. 
Endereço: Rua Dr. Bacelar, 20 (esquina com a Rua Estado de Israel) Vila Clementino.
Telefones: (11) 5549-9339 ou 5549-0335.
Dias: 6 a 9 de fevereiro, das 12h às 20h.

***
Jussara Soares em seu blog do Bloco e SMPM.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio