Instituto Cidade em Movimento (IVM) anuncia vencedor do concurso “Passagens Jardim Ângela” - São Paulo São

Instituto Cidade em Movimento (IVM) encerrou na noite deste sábado (10), em cerimônia realizada na sede do IAB-SP(Instituto de Arquitetos do Brasil), o concurso “Passagens Jardim Ângela”, que buscava proposta para a revitalização de três passagens no bairro da periferia de São Paulo: Menininha, Bambuzal e Fundão.


A passagem do Fundão é uma área periférica cruzada por uma grande avenida do sistema viário primário da cidade. Imagem / Reprodução.A passagem do Fundão é uma área periférica cruzada por uma grande avenida do sistema viário primário da cidade. Imagem / Reprodução.A equipe premiada é a Estúdio +1, de Campinas, formada pelos arquitetos e urbanistas Tiago Brito, Luis Fernando Milan e Ana Fernandes e a gestora ambiental Ana Luiza Gnaspini. Eles receberão um prêmio no valor de R$ 5 mil e um acordo de parceria assinado pela Secretaria Municipal de Obras de São Paulo prevê a execução da obra.

A comissão julgadora, composta por um grupo de especialistas brasileiros e internacionais, levou em conta critérios como a dimensão inovadora dos seis projetos finalistas, o potencial de criação do valor social na região, a replicabilidade e a viabilidade de suas implantações, a execução e a manutenção das propostas no território.

O projeto do Estúdio +1 não tem título, mais três palavras chaves: respeito, urbanidade e provocação. Indo além de uma simples melhoria das passagens, a proposta tem uma visão muito integradora, propondo a transformação das áreas das passagens em locais de encontro, novas centralidades, espaços de troca e dispositivos de conexão, que ponderem suas características e potencialidades e respeitem a pluralidade da população que ali habita.

“Consideramos o princípio da equidade no projeto urbano, que, desenvolvido para uma área periférica, tivesse os mesmos cuidados que um projeto desenvolvido para áreas centrais”, diz Tiago Brito. A equipe terá o compromisso de incorporar os temas desenvolvidos pelas outras cinco finalistas, garantindo a viabilidade do projeto no território por meio de um processo de mediação com os atores locais. Para saber mais sobre a proposta do Estúdio +1, clique aqui.

Cinquenta e seis projetos, de várias partes do Brasil, participaram da seleção. Foi o número recorde de inscrições em todos os concursos “Passagens” já realizados pelo IVM em cidades como Barcelona, Xangai e Toronto.

Concurso “Passagens Jardim Ângela”
Realização: Instituto Cidade em Movimento (IVM).
Para conferir os projetos finalistas, acesse www.concurso.cidadeemmovimento.org/finalistas
Mais informações: 
www.cidadeemmovimento.org

***
Com informações Sofia Carvalhosa Assessoria.