Eduardo Srur promove intervenções com 'caçambas conceituais' em ruas de São Paulo - São Paulo São

Desde o último dia 31 de agosto, as regiões de Pinheiros e Butantã, no entorno do MuBE –Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia, receberam 15 esculturas criadas pelo artista visual Eduardo Srur, que remetem a uma caçamba – objeto utilizado para descarte de resíduos e cada vez mais presentes em espaços públicos. A exposição é apoiada pela Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, por meio do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo (ProAC).

As esculturas possuem a forma e tamanho original de uma caçamba de entulho, porém são vazadas e constituídas somente por linhas de metal em seu contorno, provocando uma reflexão sobre o excesso de lixo produzido pela sociedade. Atualmente, 20 mil toneladas de resíduos são geradas por dia na metrópole e existem milhares de pontos irregulares onde as pessoas descartam de tudo.

“A intervenção apontará um novo significado visual para um objeto cotidiano que serve para sumir com o lixo, mas o lixo não desaparece, ele muda de lugar, explica Srur. O artista ressalta que as caçambas conceituais também refletem sobre a necessidade de descarte dos nossos resíduos mentais diários e envolvem ideias e pensamentos inúteis para a sociedade e para nós mesmos.

 Atualmente, 20 mil toneladas de resíduos são geradas por dia na metrópole e existem milhares de pontos irregulares onde as pessoas descartam de tudo. Foto: Divulgação. Atualmente, 20 mil toneladas de resíduos são geradas por dia na metrópole e existem milhares de pontos irregulares onde as pessoas descartam de tudo. Foto: Divulgação.Durante a exposição, as esculturas serão movimentadas periodicamente e instaladas em outros pontos urbanos, assim, gradualmente irão migrando para a periferia da cidade. “Não existe mágica com o nosso lixo! O deslocamento das esculturas simboliza este desaparecimento perverso dos resíduos para lugares distantes e menos assistidos da sociedade”.

No decorrer da exposição, o artista fará um ensaio fotográfico dos pontos caóticos onde as caçambas estão instaladas, abordando alguns pontos dramáticos da metrópole onde o entulho e o descarte irregular dominam a paisagem urbana.

Além dos locais inicialmente ocupados na cidade, Srur participa com a obra “Caçambas” na exposição Ambiental: arte e movimentos, no MuBE – Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia. A mostra tem como objetivo reafirmar a vocação do museu na defesa do meio ambiente. A curadoria é organizada pelo museu e a Fundação SOS Mata Atlântica. Na mostra, Srur apresenta um vídeo da obra produzido dentro do CEAGESP, onde toneladas de comida são desperdiçadas diariamente.

Durante a exposição, as esculturas serão movimentadas periodicamente e instaladas em outros pontos urbanos. Foto: Divulgação.Durante a exposição, as esculturas serão movimentadas periodicamente e instaladas em outros pontos urbanos. Foto: Divulgação.

Veja abaixo a localização onde ficarão expostas as 15 caçambas:

- MuBE
- Av. Europa X Rua Groenlândia
- Praça Adolfo Bloch
- Av. 9 de julho X Av. Cidade Jardim
- Estação Oscar Freire
- Av. Cidade Jardim X Av. Faria Lima
- Av. Morumbi X Av. Oscar Americano
- Shopping JK Iguatemi
- Ponte Cidade Jardim
- Jockey Club
- Jockey Club 2
- Av. Francisco Morato X Av. Vital Brasil
- Largo da Batata
- Rodovia Raposo Tavares
- Rua Alvarenga X Rua Camargo.

***
Fonte:  Estadão Sustentabilidade.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio