Como driblar o frio no país tropical

Acompanhado de chuva, que faz a alegria da natureza, contribui para a renovação dos ares que respiramos; ao mesmo tempo em que expõe o quanto a cidade de São Paulo é despreparada para enfrentar baixas temperaturas.

Os paulistanos adeptos à troca de guarda-roupas a cada estação são habituados a vivenciar poucos dias de Inverno, e aproveitar essa época do ano para usufruir das liquidações de casacos, blusas, botas e outros trajes típicos dessa atmosfera que combina com a neve, mas que nesse país tropical serve apenas para incrementar o consumo de sopas, caldos e canjas servidos em restaurantes, padarias e em estabelecimentos sazonais.

Sem sistemas de aquecimento planejados, quando o tempo esfria aqui, o jeito é recorrer a soluções como, por exemplo, “embrulhar” a cama com cobertores, mantas, e edredons sobrepostos; na hora de dormir vestir aquele pijama xadrez de flanela e, embaixo, uma camiseta de malha de manga  longa, além de resgatar e dar utilidade àquele par de meias de lã esquecido, mesmo com um pequeno furo imperceptível no dedão esquerdo.

Vale tudo para se aquecer, mas dá preguiça de tomar banho. Contudo, depois de ficar debaixo da água quente por alguns minutos, o difícil é deixar a ducha, o banheiro esfumaçado, e seguir rumo à cozinha para preparar uma generosa caneca de chá de gengibre com mel ou, para os mais ousados, acrescentar uma colher de sobremesa de conhaque para tornar a ingestão do mate mais “aveludada”, e acelerar o seu efeito “relaxante”.

Todas essas medidas são paliativas porque minimizam a sensação de frio. O que nos faz mesmo suportar esse “rigoroso” Inverno é a certeza de que ele é curto, e nos permite usar combinações de roupas inimagináveis porque elas, com criatividade, são o recurso disponível que nos faz driblar as temperaturas baixas passageiras, aquecendo os nossos corpos até quando 21 de setembro chegar. Por aqui, fico. Até a próxima.

Leia também: Saiba como ajudar pessoas em situação de rua nos dias frios.

***
Leno F. Silva é diretor da LENOorb – Negócios para um mundo em transformação e conselheiro do Museu Afro Brasil. Escreve às terças-feiras no São Paulo São.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.